Prefeita, vice e vereador de Miranda são cassados por compra de votos em 2016

O juiz eleitoral Alexsandro Motta, da Comarca de Miranda –a 201 km de Campo Grande–, decretou o afastamento dos cargos e a cassação do diploma da prefeita Marlene Bossay (MDB), do vice, Adailton Rojo Alves (PTB), e do vereador Ivan Bossay (MDB), filho da chefe do Executivo, sob acusação de compra de votos e abuso de poder econômico nas eleições de 2016, por meio da troca de votos por cestas básicas, combustíveis e até um narguilé. A decisão prevê a realização de novas eleições quando esgotados os recursos no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul).

Ivan Bossay também teria se favorecido de condutas denunciadas e teve mandato cassado. (Foto: Arquivo pessoal/Reprodução)

Marlene foi acusada de compra de votos na Aldeia Lalima de Miranda. A denúncia foi elaborada por Gerson Prata Jr (PSDB), candidato derrotado nas últimas eleições do município, e entregue ao Ministério Público Eleitoral.

O filho de Marlene foi apontado como o executor do crime. Ele teria sido flagrado por policiais portando cestas básicas em uma pick-up em setembro de 2016, um mês antes das eleições. Os produtos deveriam ser entregues a eleitores na Aldeia Lalima.

Na época, Ivan chegou a ser preso em flagrante, mas pagou fiança e foi liberado. Testemunhas ouvidas em inquérito do Ministério Público Eleitoral, incluindo moradores da Aldeia, confirmaram a intenção de compra de votos.

Em sua defesa, Marlene e Adailton alegaram que as testemunhas eram aliadas políticas de Gerson Prata, o candidato derrotado, e que os depoimentos eram incongruentes e contraditórios.

O juiz eleitoral Alexsandro Motta, entretanto, acolheu a inicial. Em sua decisão, pediu pena de multa de R$ 10 mil a Marlene e Adailton, além de cassação dos mandatos de prefeita e vice.

“A intenção dos representados era captar um número indeterminado de eleitores, especialmente aqueles residentes em Aldeias e de origem indígena, visando alterar significativamente o resultado das eleições, obtendo êxito, visto que foram eleitos, o que demonstra que a conduta deles se mostrou desarrazoada e de grande potencial lesivo”, apontou o juiz.

Comentários