No último dia de prazo, Receita Federal espera 38 mil declarações de IR em MS

Os contribuintes têm até às 23h59 desta quinta-feira (30), para enviar à Receita Federal a declaração do Imposto de Renda (IR) 2015 – ano base 2014. Extrapolar o prazo resulta em multa de R$ 165,74 a 20% do imposto devido, prevalecendo o maior valor. Especialistas alertam para os riscos de deixar a emissão para última hora, como a lentidão no sistema da Receita.

Até agora, pouco mais de 327 mil de declarações foram feitas em Mato Grosso do Sul e a expectativa é que o número chegue a 365 mil. Portanto, 38 mil pessoas precisam correr contra o tempo no Estado.

Em todo o Brasil, são 22 milhões de declarações até o momento, mas até o final do período espera-se que o índice alcance 27,5 milhões.

Devido à grande quantidade de pessoas que deixam para fazer a declaração na última hora, é possível existirem dificuldades de conexão no site da Receita. Por isso, a antecedência evita dores de cabeça.

Uma delas é a multa de R$ 165,74 cobrada pela entrega da documentação fora do prazo. Caso ainda tenha dúvidas, é possível esclarecê-las diretamente no site da Receita Federal, pelo endereço: http://idg.receita.fazenda.gov.br/sobre/perguntas-frequentes.

São obrigados a prestar contas ao Leão todos os contribuintes que receberam rendimentos tributáveis sujeitos ao ajuste em valor superior a R$ 26.816,55. Trabalhadores cuja soma dos rendimentos fica abaixo desse valor, mas tiveram valores retidos na fonte, também são obrigados a declarar.

Verifique no Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (IRRF). Como em todos os anos, as restituições serão pagas em sete lotes regulares, a partir de junho, sempre no dia 15 ou no dia útil subsequente. Os valores são reajustadas pela taxa Selic.

Proventos de 2014, veículos, terrenos e imóveis que, por ventura, tenham passado, por qualquer período, no nome do contribuinte, precisam ser declarados. A recomendação é que o contribuinte emita ao menos a declaração básica e, se for o caso, reenvie uma retificadora. Isso evita multa e não tem qualquer outro ônus.

Para declara o IR, é preciso baixar o programa no site da Receita, que é explicativo. É importante ficar atento às despesas que geram deduções, como gastos com educação, com saúde (médicos, dentistas, plano…) e outros pagamentos, como a advogados, pensões alimentícias e contribuição social de empregado doméstico. Todas devem estar comprovadas, ou pode ser um caminho para a malha fina.

Comentários

comentários