Prazo curto: Flamengo pode não ter mais reforços para a Copa do Brasil

Lancepress/JP

O técnico Jorge Jesus durante atividade no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

A pausa do futebol nacional para a Copa América do Brasil deu à direção do Flamengo tempo para buscar no mercado reforços, mas, até o momento, o clube não teve êxito nas tratativas iniciadas, com a exceção do acerto com o lateral-direito Rafinha. Junto com a comissão técnica de Jorge Jesus, definiu-se como prioridade a chegada de um lateral-esquerdo, um meia e um atacante, mas, com o jogo contra o Athletico cada vez mais perto, a tendência é que o time da Gávea não tenha mais reforços para a sequência desta Copa do Brasil.

O regulamento desta edição do torneio prevê que “contratos de novos atletas para utilização na Copa deverão estar publicados no BID (Boletim Informativo Diário) até o último dia útil anterior ao início da Fase de Quartas de Final.” O regulamento não prevê nova “janela” para inscrições para as fases seguintes.

Assim, com partidas válidas pelas quartas da Copa marcadas para o dia 10 de julho , o Flamengo tem até 9 de julho para ter todos atletas que pretende usar na competição nacional com os respectivos nomes publicados no BID da CBF.

Na Copa Libertadores, a Conmebol permite até cinco trocas na lista de 30 jogadores inscritos para a fase de grupos. O prazo para envio das mudanças é de até 72h antes do primeiro jogo das oitavas de final. O Flamengo enfrenta o Emelec, do Equador, no dia 24 de julho, no George Campwell, em Guayaquil.

Assim, a direção da Gávea tem tempo para suprir as carências identificadas por Jorge Jesus, que trabalha há duas semanas com o elenco no Ninho do Urubu.

Algumas mudanças na lista já estão certas. O atacante Uribe foi negociado com o Santos, enquanto o lateral-direito Kleber será emprestado ao Ittihad Tanger, do Marrocos. Por outro lado, Rafinha reforça o time da Gávea na próxima fase.

Comentários