Práticas Integrativas Complementares inaugura núcleo em Campo Grande neste mês

Da Redação

Divulgação

Com o passar do dia a dia, nossa saúde acaba sendo alterada devido a nosso estado emocional e a forma como tratamos reflete o estado em que estamos. Referência quando se trata de Práticas Integrativas e Complementares na atenção básica, o Brasil, segundo o Ministério da Saúde, investe na prevenção e práticas que incentivam nos cuidados com a saúde a partir do emocional.

Pensando nisso, a Du’Bem Produtos Ecológicos lançará no próximo dia 30 de setembro o NIEPPICS (Núcleo de Implementação Estratégica Para Práticas Integrativas e Complementares em Educação e Saúde). O evento é gratuito e terá a participação de Ricardo Monezi, pós-doutorado em Saúde Coletiva pelo Departamento de Medicina Preventiva e doutor em Ciências pelo Departamento de Psicologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). E também a presença de Deslanieve Daspet – Embaixadora Universal da Paz e Presidente da Comissão de Cultura da OAB/MS.

A diretora geral do NIEPPICS, Joseanne Roque, que trabalha há 18 anos na modalidade, explica que as PICS (Práticas Integrativas e Complementares) são os tratamentos que usam recursos terapêuticos e ajudam a prevenir e equilibrar diversas doenças.

“Muitas vezes as doenças têm fundo emocional e as PICS vem para ajudar as pessoas a tratarem. Com a chegada do núcleo na Capital, vamos buscar auxiliar desde empresas até funcionários da saúde e educação”, afirma Joseanne.

O que são as PICS?

As PICS mais conhecidas são homeopatia, aromaterapia, meditação, musicoterapia, acupuntura, yoga, dança circular, arteterapia e Constelação Familiar. As metas do Núcleo estão alinhadas à Agenda de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A Agenda é da OMS (Organização Mundial da Saúde) e é composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos pelos países-membros até 2030.

As PICS são tratamentos que utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais, voltados para prevenir diversas doenças como, por exemplo, depressão e hipertensão. Em alguns casos, também podem ser usadas como tratamentos paliativos em algumas doenças crônicas.

Atualmente, o SUS (Sistema Único de Saúde) oferece, de forma integral e gratuita, 29 procedimentos das PICS à população. Os atendimentos começam na Atenção Básica, principal porta de entrada para o SUS.

Evidências científicas têm mostrado os benefícios do tratamento integrado entre medicina convencional e práticas integrativas e complementares. Além disso, há crescente número de profissionais capacitados e habilitados e maior valorização dos conhecimentos tradicionais de onde se originam grande parte dessas práticas.

Convidados especiais

Quem também é integrante da equipe do Núcleo de Implementação é o diretor de Ensino e Pesquisa, PhD. Ricardo Monezi. Ele é consultor e maior fomentador das práticas do Brasil há mais de 20 anos.

Veja o currículo abaixo:

Pós-Doutorado em Saúde Coletiva pelo Departamento de Medicina Preventiva e Doutorado em Ciências pelo Departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), onde leciona em cursos de pós-graduação lato-sensu (especialização). Mestrado em Ciências (Fisiopatologia Experimental) pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Coordenador das áreas de pesquisa e ensino da Unidade de Pediatria Integrativa (UPI) do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (ICR-HCFMUSP).

Docente concursado da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), onde leciona as disciplinas de “Bases Fisiológicas do Comportamento” e “Neurologia” para o curso de Psicologia da Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde (FACHS), e é pesquisador do grupo “Interfaces psicobiológicas do desenvolvimento humano”. Docente permanente dos cursos de Pós-Graduação Lato Sensu do Hospital Alemão Oswaldo Cruz – Faculdade de Educação em Ciências da Saúde (FECS). Tem experiência nas áreas de docência e pesquisa em Morfologia, Fisiopatologia, Fisiologia do Comportamento (com ênfase em Psiconeuroimunoendocrinologia), Neurociências e PICS.

Deslanieve Miranda Daspet de Souza também compõe a programação do lançamento. Ela é advogada; poeta; escritora; palestrante; Embaixadora Universal da Paz; Pacificadora; Presidente da Associação Internacional de Poetas; Vice-Presidente da Global Harmoni Association; Embaixadora da Paz e Desarmamento da Harmonia na América Latina – Rússia; ativista das causas da Paz, Sociais, Humanas, Ambientais e Culturais.

Serviço

O evento de lançamento do NIEPPICS-MS acontece no próximo dia 30 de setembro, às 19h no Espaço Living Lab SEBRAE, localizado na Rua Brasil, 205, em Campo Grande. O evento é gratuito, mais informações pelo telefone (67) 99614-8507.

Comentários