Poupança tem 6º resultado negativo em junho e perde R$ 38,5 bi no semestre

A diferença entre depósitos e saques na poupança foi negativa pelo sexto mês seguido em junho, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central nesta segunda-feira (6).

06semes

As retiradas superaram os depósitos em R$ 6,261 bilhões no mês passado, no pior junho da série história do BC, iniciada em 1995. Com isso, houve mais retirada do que depósitos em todos os meses deste ano.

No primeiro semestre, s saques superam os depósitos em R$ 38,541 bilhões, também o pior resultado já registrado para um primeiro semestre.

As razões que explicam tal comportamento da caderneta continuam os mesmos: alta da taxa básica de juros (Selic), que torna outras aplicações mais atrativas, perda de renda do trabalhador, aumento do desemprego e alta da inflação e do endividamento, que consomem a renda disponível da população.

Em maio, o resultado da poupança tinha sido negativo em R$ 3,2 bilhões; em junho do ano passado, a captação tinha sido positiva em R$ 3,2 bilhões.

Em 2014, a poupança captou R$ 24,034 bilhões, o menor resultado desde os R$ 14,186 bilhões de 2011, após o recorde de R$ 71,047 bilhões visto em 2013.

Efeito no crédito para a casa própria

A caderneta de poupança é principal fonte de financiamento imobiliário do país, por meio do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo).

Nos últimos meses, a Caixa Econômica Federal, principal banco de financiamento imobiliário do país, vem adotado medidas mais restritivas para o segmento.

Com Reuters e Valor

Comentários

comentários