Policial invade estúdio de rádio, agride e dá voz de prisão a entrevistado

Policial invadiu o estúdio da Rádio Pantaneira, em Coxim, e agrediu o servidor público municipal José Carlos Pereira da Silva, que era entrevistado por radialistas, nesta sexta-feira. O programa estava sendo transmitido ao vivo nas redes sociais no momento da confusão.

Nas imagens, é possível ver que, na entrevista, José Carlos faz declarações sobre policiais civis e diz que há alguns policiais bravos com ele. “Eu acho que o policial que é direito, ele não vai apoiar a safadeza de outro policial. Se eu fosse da polícia, eu ia denunciar todos os bandidos da polícia, igual eu faço na prefeitura. É dever da polícia, você está lá para defender e não para fazer o mal”, diz o servidor.

Na sequência, radialista começa a fazer considerações sobre a fala, quando o policial entra no estúdio, derruba José Carlos da cadeira onde ele estava sentado e o imobiliza no chão, afirmando que o entrevistado tem medida cautelar que o impede de citar seu nome.

O policial se levanta e dá voz de prisão para José Carlos. “Ele está me difamando, ele está preso, ele não pode falar meu nome. Liberdade de imprensa é uma coisa, mas o juiz te deu medida para não citar meu nome”, diz o policial.

Os dois deixam o estúdio e há novamente um princípio de confusão, quando José Carlos empurra o policial. “Tira a mão de mim, você está preso”, diz novamente o oficial.

Toda a situação foi transmitida ao vivo. José Carlos foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, mas não há informações se ele permanece preso.

Não há informações sobre como começou o desentendimento que ocasionou o impedimento judicial para que o servidor citasse o nome do policial. O caso será apurado pela polícia.

Comentários