Policial envolvido em assalto com morte será avaliado

O policial que entrou em luta corporal com um assaltante que no ocorrido acabou por ser atingido com um disparo da própria arma utilizada para a ação será avaliado por uma junta de psicólogos em Campo Grande. De acordo com o comandante Carlos Silva, o policial está bem e seguirá para essa análise por ser um procedimento comum com profissionais da área que passam por situações de alto stress como a ocorrida.

“Ele está bem, não está feliz com o que aconteceu e sim por estar vivo. Está ciente que agiu de maneira correta na situação e será avaliado o que é algo normal diante de acontecimentos como esse”, citou o comandante.

Foto: Dourados Agora
Foto: Dourados Agora

Silva destacou que a atitude do policial foi em legítima defesa e que é merecedora de elogios. Ele citou ainda que há a recomendação para que não haja reação, porém na situação não era possível isso ocorrer.

“Ele efetuou um disparo quando o policial estava em pé ainda e por isso houve a luta e o tiro que o levou a óbito foi de sua própria arma. O policial agiu com extrema destreza como deveria ser no fato e em defesa da vida dele e das outras pessoas, uma ação louvável”.

Após a avaliação psicológica, será decidido se o policial será afastado para tratamento ou seguirá as atividades normalmente. Para o comandante, a análise junto ao profissional será positiva.

“O laudo vai dizer como será para ele, mas penso que ele voltará a trabalhar logo”, disse.

Relembre o caso

Na noite desta quinta-feira (3), Jonatan da Silva Pinheiro, 24, foi morto após tentar roubar um supermercado na avenida José Roberto Teixeira, Jardim Flórida I.

Durante a ação frustrada, ele entrou em luta corporal com um policial a paisana e foi baleado com a própria arma.

O criminoso e um comparsa chegaram no estabelecimento comercial e anunciaram o assalto, por volta de 20h. O policial que estava na fila do caixa percebeu a ação e tentou dar voz de prisão à dupla. Em seguida, partiu pra cima do rapaz, que tentou atirar contra ele.

Dois disparos foram feitos durante a luta, um deles acabou atingindo o rosto do assaltante que morreu no local. O comparsa fugiu a pé. O rapaz não tinha passagens pela polícia.

Dourados News

Comentários

comentários