Polícia recupera carro roubado e resgata empresário após troca de tiros

O comandante  DOF (Departamento de Operações de Fronteira) confirmou, pouco mais de cinco horas depois, o desfecho positivo da ação policial realizada na fronteira com o município de Antonio João, na fronteira brasileira com o Paraguai, que conseguiu recuperar a caminhonete S-10 branca que foi roubada na manhã desta terça-feira (7) em Dourados e o resgate do empresário Mário Rubens de Paula, feito refém dos marginais pela manhã.

Três assaltantes foram detidos e um morreu ao ser baleado pela polícia Foto: Divulgação
Três assaltantes foram detidos e um morreu ao ser baleado pela polícia
Foto: Divulgação

De acordo com o comandante do DOF, coronel Ary Carlos Barbosa, um dos marginais foi baleado durante a operação, que contou com a intervenção da Polícia Civil de Ponta Porã e de Antônio João. “Recuperamos o carro e resgatamos o empresário que está bem”, confirmou o coronel através do grupo de comunicação via WhatsApp nas redes sociais. Três pessoas foram presas e mais um quarto elemento, que foi ferido durante o confronto com policiais.

Mário Rubens deixava a imobiliária que mantém na área central de Dourados, por volta de 11h30 da manhã, segundo o registro policial, quando foi abordado por duas pessoas, em princípio, e obrigado a conduzir o veículo para a saída de Caarapó. A Polícia foi acionada e horas depois, por rastreamento do telefone celular, segundo se apurou, conseguiu monitorar o veículo que se dirigia para a fronteira com o Paraguai. Por volta das 16h30 a ação foi concluída com a prisão dos envolvidos e o resgate do veículo e condutor.

Segundo o tenente coronel Carlos Silva, comandante da PM (Polícia Militar) em Dourados, a operação mobilizou policiais federais, militares e civis de toda a faixa de fronteira e até um helicoptero da PRF (Polícia Rodoviária Federal) foi utilizado para o monitoramento dos deslocamentos da camionhonete com os assaltantes e o empresário douradense. Os presos foram conduzidos para a delegacia de Ponta Porã e deverão ser transferidos para a sede da Defron (Delegacia Especializada de Fronteira), em Dourados.

Comentários

comentários