Polícia prende jovem muçulmano após confundir relógio digital com bomba

Menino, que sonha em ser engenheiro, tinha levado objeto para mostrar a professor de tecnologia

Polícia prende jovem muçulmano após confundir relógio digital com bomba
Polícia prende jovem muçulmano após confundir relógio digital com bomba

Estados Unidos – Um menino muçulmano, de 14 anos, foi preso na cidade de Irving, no sul dos Estados Unidos, por ter levado para o colégio um relógio digital fabricado por ele. A polícia o acusou de ter produzido uma bomba.

hmed Mohamed, que sonha em ser engenheiro, levou o dispositivo para a escola e um circuito eletrônico, para mostrar ao professor de tecnologia o funcionamento do objeto. No entanto, o aparelho disparou durante a aula de inglês e foi confiscado pelo professor.

Em entrevista ao jornal ‘Dallas Morning News’, o jovem disse que foi interrogado por cinco policiais em uma sala. “Me revistaram e confiscaram meu tablet e meu relógio. Depois, me levaram a um centro de detenção juvenil, registraram minhas impressões digitais e tiraram fotos”, contou Mohamed.

Assim que o menino foi preso, os internautas se mostraram indignados nas redes sociais. Eles acusam os policiais de terem agido com “sentimentos islamofóbicos”. Os usuários criaram a hashtag #IStandWithAhmed (eu apoio Ahmed) em apoio ao jovem.

No Twitter, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, elogiou a tecnologia criada pelo adolescente e o convidou para ir à Casa Branca. “Belo relógio, Ahmed. Você quer trazê-lo para a Casa Branca? Podemos inspirar mais jovens a gostar de ciência”, disse Obama no Twitter.

O DIA

Comentários

comentários