Polícia investiga morte de rapaz que foi operado sem estar de jejum

A Polícia Civil de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande, vai abrir inquérito para investigar a morte de Rafael Luiz Gust Gund, 25, ocorrido nesta quinta-feira (10) no hospital particular Santa Rita.

Hospital onde Rafael morreu na manhã de hoje
Hospital onde Rafael morreu na manhã de hoje

De acordo com o boletim de ocorrência registrado na 1ª Delegacia de Polícia da cidade por Robson Luiz Félix, sogro de Rafael, o rapaz morreu após uma cirurgia ortopédica.

Rafael sofreu um acidente de trabalho no dia 1º deste mês em Maracaju, onde morava e tinha uma oficina mecânica, quando consertava um trator. Após ser atendido no hospital da cidade, o rapaz foi encaminhado para o Santa Rita, em Dourados, já que teria sido constatada uma fratura no tornozelo.

O ortopedista Gustavo Sacchi do hospital Santa Rita, já em Dourados, orientou que o paciente retornasse na última quarta-feira (9) para ficar internado até a cirurgia que seria realizada no dia 12, mas quando Rafael foi ao hospital, o médico decidiu dar início ao procedimento no mesmo dia.

O homem que procurou a polícia disse que sua filha, esposa de Rafael, contou que o rapaz foi para a sala de cirurgia às 15h de ontem e retornou por volta de 21h. Ela teria perguntado se estava tudo bem, ato em que Rafael teria dito que estranhou um fato ocorrido na sala de cirurgia, quando um dos profissionais perguntou se ele tinha sido medicado sem estar em jejum. Mesmo assim a cirurgia continuou, segundo o relato à polícia.

Por volta das 8 horas de hoje, a esposa da vítima foi chamada para ir até o hospital, onde foi informada que Rafael estava morto em decorrência de infarto ocorrido no banheiro do hospital, horas depois da cirurgia.

O hospital teria informado à família que o médico não poderia dar o atestado de óbito, já que o corpo precisava ser examinado pelo legista da Polícia Civil.

O caso foi registrado como morte a esclarecer na delegacia de Dourados e será investigado pela Polícia Civil.

Comentários

comentários