Polícia investiga morte de 23 animais na mesma rua por suspeita de envenenamento

A Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista (DECAT), investiga a morte de 23 animais entre cães e gatos de uma rua do bairro São Francisco, em Campo Grande, que possivelmente foram envenenados.

Animal que morreu com suspeita de envenenamento (Foto: Elineia Cardoso de Andrade)

Segundo o delegado da DECAT, Marco Antônio Balsaninni, donos dos animais serão ouvidos e a policia irá verificar se materiais conhecidos como “isca” estão em poder de algum morador da região. Também foi solicitado imagens de câmeras de segurança para verificar a ação de suspeitos.

A professora, Elineia Cardoso de Andrade, dona da vira lata Dolly, que também morreu com suspeita de envenenamento, disse que o animal tinha apenas seis meses de vida.

Segundo ativista e protetora de uma organização não-governamental (ONG), Carmen Amorim, uma veterinária vêm acompanhando os casos nesta rua desde dezembro de 2017. As mortes estariam relacionadas com veneno de rato, que causa hemorragia interna nos animais.: ”

Crime
O envenenamento de animais está previsto na lei de crimes ambientais. A pena prevista é de 3 meses a 1 ano de detenção, além de multa. Se além de matar o animal, o veneno venha a afetar alguma pessoa, o crime torna-se mais grave, podendo ser qualificado como tentativa de homicídio.

Comentários