Polícia encontra picape de atropelamento e identifica autor

Por volta das 21h dessa segunda-feira (24), policiais militares encontraram o veículo Peugeot Hoggar, cor branca, que teria sido usado para atropelar o jardineiro Jefferson Moreira, 37 anos. O carro estava em um lava jato no bairro Nossa Senhora das Graças. Populares disseram que dentro do carro estavam o condutor, uma mulher e uma criança.

A picape estava com as marcas do acidente e sem a tampa de caçamba. O veículo estava trancado, no cruzamento das ruas Maria Izabel Couto Pontes com a Cotegipe.

Segundo o boletim de ocorrência, o proprietário do local ainda não foi ouvido. O automóvel foi apreendido e levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, onde será periciado.

A polícia ainda está atrás do suspeito de atropelar e matar o jardineiro. Ele foi identificado como Mark Lee Alves Reginaldo, 20 anos, e está foragido.

CASO

O homicídio doloso ocorreu após uma briga de trânsito. Conforme o registro na polícia civil, a briga começou após acidente na esquina da Rua Abrão Anache, quando a condutora do veículo teria arrancado o retrovisor da motocicleta conduzida pelo jardineiro. A discussão continuou até a outra quadra, no cruzamento com a Rua Jerônimo de Albuquerque, quando o motociclista se posicionou à frente do veículo para impedir a passagem.

Nesse momento, de acordo com testemunhas, o homem saiu do veículo e foi até Jefferson para discutir. A mulher que conduzia o veículo passou para o banco de passageiro e Mark Lee Alves assumiu a condução do carro, acelerando e atingindo o jardineiro.

A vítima estava em uma Honda Titan preta e o suspeito na picape com uma mulher e uma criança.

Eles teriam discutido porque Mark tentou fugir da responsabilidade de arcar com os danos materiais da moto de Jefferson.

O jardineiro chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Comentários