Polícia encontra corpo de caminhoneiro desaparecido após sair para fazer frete

Um corpo encontrado abandonado em uma estrada vicinal, próximo o km 47 na BR 419, entre os municípios de Anastácio e Nioaque pelo NIIC (Núcleo de Inteligência, Investigações e Capturas) da Delegacia de Aquidauana, esclarece o desaparecimento do caminhoneiro Ronaldo Alegre Ribeiro de 40 anos.

01cami
Corpo encontrado próximo ao Km 47 (Foto: João Eric)

Ele está sumido desde a última terça-feira (29), quando foi visto pela última vez no distrito de Piraputanga. Segundo informações, o caminhão conduzido por Ronaldo, um Mercedes de cor branca e carroceria preta, foi encontrado nesta quinta-feira (01º), em Ponta Porã.

O desaparecimento de Ronaldo foi comunicado aos policiais por sua irmã. Ela informou aos policiais que Ronaldo saiu de casa dizendo que iria fazer um frete em um Pesqueiro na região da Fazenda Guachupé, em Nioaque.

Ronevon Balta Custódio está preso em Pedro Juan Caballero após caminhão ser localizado por rastreador (Foto: Leo Veras)
Ronevon Balta Custódio está preso em Pedro Juan Caballero após caminhão ser localizado por rastreador (Foto: Leo Veras)

O veículo foi localizado pelo sistema de rastreamento em uma oficina no lado paraguaio.

Ronevon Balta Custódio, 31 anos, morador em Aquidauana, que havia deixado o caminhão no local, foi preso pela polícia paraguaia e confessou ter assassinado Ronaldo após atrai-lo para um falso frete.

A informação é de que ele teria contratado Ronaldo para fazer um frete e, no local em que marcaram de se encontrar, atirou no caminhoneiro, atingindo-o na cabeça com um tiro de calibre 32. O suspeito ainda escondeu o corpo da vítima em um matagal e fugiu, levando o veículo roubado para o Paraguai.

Comentários

comentários