Polícia Civil prende traficantes e fecha laboratório de drogas no bairro Guanandi

Além dos entorpecentes, foram apreendidos materiais que eram usados na manipulação das drogas e veículos usados pelos traficantes
O três acusados foram apresentados na tarde desta segunda-feira (9). (Foto: Paulo Francis)

A Polícia Civil fechou um laboratório de refinaria de drogas que funcionava na Rua Oriboca, bairro Guanandi, na Capital. Três pessoas foram detidas, Giliard Pereira Magalhães, 32 anos, vulgo Bi, Elias Batista de Sá, 34 anos, e Emerson Malta Ferreira, 30 anos.

Foto: Paulo Francis

Com os autores foram apreendidos 7,5 kg de cocaína pura, matéria prima e matérias usados no refino da droga, que seria comercializada em Campo Grande, além de uma Hilux, um Ford Ka e duas motocicleta, e R$ 29 mil em espécie.

Após uma denúncia anônima, a polícia passou a monitorar o local, foi quando na última sexta-feira (6) pela manhã, avistaram Giliard manipulado uma pacote de drogas e resolveram entrar na residência. De acordo com as informações, o imóvel era um laboratório para refinar as drogas, os traficantes usavam produtos para duplicar o peso da cocaína pura e formar os tabletes.

No momento da abordagem apenas Giliard estava na residência, a polícia permaneceu no local até a chegada dos outros envolvidos. Elias chegou com um quilo de bicarbonato e em seguida o Emerson com nove mil reais e corantes para utilizar na mistura das drogas.

Giliar e Elias possuem passagem pela polícia por tráfico de drogas e porte ilegal de arma, Emerson possui passagem apenas por porte de arma. Os três acusados foram apresentados nesta segunda-feira (9), na Denar.

 

 

*Com informações e fotos de Paulo Francis/Repórter PaginaBrazil.com

Comentários