Polícia Civil descarta hipótese de latrocínio em crime na noite de ontem

A Polícia Civil por meio da SIG (Seção de Investigações Gerais) da Delegacia de Nova Andradina, coordenada pelo delegado Rafael Souza de Carvalho, descartou a linha de investigação de latrocínio – roubo seguido de morte – no caso de Lúcia Maria Bezerra dos Santos, de 64 anos, encontrada morta na noite desta sexta-feira (19), em sua residência no Portal do Parque.

Crime foi descoberto por familiares / Imagens: Luis Gustavo/Jornal da Nova

Segundo o Jornal da Nova, o delegado que preside as investigações, a família não deu falta de nenhum objeto de valor, a residência não estava revirada e os objetos mais comuns levados em crimes de roubos, estavam no imóvel, como celular, dinheiro e eletrônicos.

O material perfurante ou faca utilizada para ceifar a vítima, não foi localizada pela polícia. As Perícias Criminal e Papiloscópica trabalharam no local de crime para coletar dados e evidências que ajudarão nas investigações.

A polícia suspeita que o crime possa ser passional e as investigações iniciaram desde a hora em que o fato foi comunicado, para apurar e identificar a autoria do assassinato. Familiares e testemunhas serão ouvidas durante o inquérito policial.

Moradores ouvidos pelo Jornal da Nova disseram que ouviram barulhos vindo do imóvel, como latidos de cachorro durante a madrugada, mas não viram ninguém suspeito pelo local. A polícia acredita que o crime tenha ocorrido ao menos umas 18 horas, antes dos familiares a encontrarem morta.

O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) e liberado após necropsia para a família.

Comentários