PMA autua mulher em R$ 1 mil por manter aves silvestres ilegalmente em cativeiro

Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas autuaram ontem (1º) uma mulher de 33 anos por manter aves ilegalmente em cativeiro. A PMA foi acionada pela Polícia Civil de Brasilândia, que localizou duas aves da espécie conhecida como maritaca que estavam sendo mantidas em cativeiro na residência da infratora, sem autorização ambiental.

Foto: Divulgação PMA
                                                        Foto: Divulgação PMA

A apreensão ocorreu quando os policiais averiguavam denúncias de tráfico de drogas, onde inclusive foi encontrado certa quantidade de entorpecente no local. As aves, que ainda eram filhotes, foram apreendidas pela PMA.

Residente em Brasilândia, a mulher foi autuada administrativamente e recebeu multa de R$ 1 mil. Ela responderá por crime ambiental e se condenada, poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção. Os animais serão encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), em Campo Grande.

Notícias MS

Comentários

comentários