PMA autua infrator em R$ 25 mil por criar gado em propriedade alheia

Depois de denúncias, Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas realizaram fiscalização em uma propriedade rural no município, a 40 km da cidade na última quarta-feira (3) à tarde, onde estaria sendo criado gado dentro de áreas protegidas de nascentes e matas ciliares e por construção de drenos irregulares.

No local a PMA encontrou gado sendo criado em propriedade com acesso a área protegida, que estava sendo degradada pelo pisoteio dos animais

No local, a equipe percebeu que o infrator mantinha gado com acesso às nascentes e matas ciliares, causando processos erosivos pelo pisoteio e assoreamento de um córrego na propriedade. Ele ainda havia escavado drenos em uma área de várzea no local, tudo sem autorização ambiental e nem de uma empresa de Três Lagoas, a qual a fazenda pertencia.

O infrator, de 65 anos, residente em Três Lagoas, foi autuado administrativamente e multado em R$ 25 mil. Ele também responderá por crime ambiental e poderá pegar pena de detenção de um a três anos. As atividades foram interditadas e o autuado foi notificado a retirar o gado das áreas e a realizar um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas (PRADA), junto ao órgão ambiental.

Comentários