PMA autua dono de chácara por derrubar árvores e degradar matas ciliares

Uma equipe de Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas recebeu denúncias, de que o proprietário de uma chácara, localizada no loteamento Beleza do Rio Verde, às margens deste rio, no município de Brasilândia, teria degradado as matas ciliares do rio (área de preservação permanente – APP), ao derrubar diversas árvores às margens do curso d’água. A PMA foi ao local ontem (13) à tarde e verificou a veracidade da denúncia.

mata-derrubada-APP-14-jul-2016-1038x576

O proprietário, residente na Brasilândia, realizou a derrubada de diversas árvores recentemente e a limpeza de uma área de menos de 1 hectare, das matas ciliares, que é protegida por lei. A atividade fora realizada sem autorização ambiental.

As atividades foram interditadas e o infrator, de 35 anos, foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Brasilândia e responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de um a três anos de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 5.000,00

O autuado foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental um plano de recuperação da área degradada (PRADE).

Comentários

comentários