Plano de saúde dos Correios e outros 45 são suspensos venda a partir de hoje

Lúcio Borges

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) barrou e suspendeu hoje, a comercialização de 46 planos de saúde de 13 operadoras, incluindo o grande Postal, que atende os servidores dos Correios. O Mato Grosso do Sul, não teve nenhuma operadora entre as barradas, mas pode ter usuários sendo atingidos na ECT (Empresa de Correios e Telegrafos). A suspensão é a partir desta segunda-feira (11) por decisão da ANS, em medida que até já teria sido anunciada pela agência no último dia 1º. A medida é temporária e acompanha os resultados trimestrais do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, que monitora o desempenho do setor.

A mesma avaliação permitiu a retomada, também a partir de hoje, da venda de sete planos de saúde de duas operadoras, que haviam sido suspensos anteriormente.

De acordo com a ANS, a suspensão temporária da comercialização de planos de 13 operadoras se deu em função de reclamações sobre cobertura assistencial, prazo máximo de atendimento e rede de atendimento, entre outras. A medida foi anunciada antes do carnaval, com base em reclamações de beneficiários no último trimestre de 2018.

“Os planos suspensos só podem voltar a ser comercializados quando forem comprovadas melhorias”, informou a agência. Eles atendem, juntos, a cerca de 570 mil beneficiários, que não são afetados pela medida. A assistência médica continua valendo para quem já é cliente, mas novas vendas não podem ser feitas.

Comentários