Plano de ação contra Aedes aegypti deve ser concluído hoje, anuncia ministro

aedes-aegyptiO ministro da Saúde, Marcelo Castro, disse nesta quarta-feira (2) que o plano nacional de ação para o controle do vetor da dengue, chikungunya e do vírus Zika deve ser concluído hoje pelo governo federal. O documento, construído em parceria entre governos municipais, estaduais e Federal, vai trazer diretrizes unificadas a serem seguidas por todos os estados e municípios para o combate ao mosquito Aedes aegypti e também para o acompanhamento de grávidas e de bebês com microcefalia.

“O plano de ação envolve absolutamente tudo, controle do vetor, mobilização dos outros setores do governo, mobilização da sociedade e também a área social. Ele é integral para o problema do Aedes aegypti, com dengue, chikungunya e zika, inclusive as complicações da microcefalia”, afirmou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Antônio Nardi, pouco antes de cerimônia em que o Brasil recebeu certificado da Organização Mundial de Saúde de país livre da rubéola.

Ministério da Saúde confirma relação entre vírus Zika e microcefalia
Segundo o ministro, dos 646 casos de microcefalia registrados no Pernambuco, cerca de 150 foram confirmados. “Esses casos que publicamos na segunda-feira, esses 1.248 casos [em todo o Brasil] são casos notificados suspeitos, não são comprovados. Então, eles terão que passar por uma bateria de testes, fazer tomografia. Só depois disso será dado o diagnóstico em definitivo. Por enquanto, são casos muito além do esperado epidemiologicamente, mas qualquer que seja o resultado, as medidas que precisaremos tomar não mudarão”, disse o ministro, em entrevista a jornalistas depois da cerimônia na Organização Pan-Americana da Saúde em Brasília.

“São vidas, são seres humanos, isso são dramas humanos, familiares, que temos que considerar. Num caso desses o governo tem que fazer tudo que tiver ao seu alcance para evitar que isso venha a acontecer”, ressaltou.

O secretário Antônio Nardi disse que, apesar da microcefalia, em geral os bebês estão nascendo sem outras sequelas, como surdez ou cegueira, o que pode acontecer quando a malformação está associada a outras doenças. “As crianças tem nascido bem, chorado alto e com apgar ótimo [índice que avalia as condições dos recém-nascidos], sugando imediatamente. Mas estamos lidando com o novo, e este acompanhamento vai se dar conforme a evolução.”

Marcelo Castro disse que as mulheres devem pensar duas vezes antes de engravidar e que, quem puder, deve colocar telas nas casas, usar repelentes, calças compridas e sapatos fechados. “O mosquito é rasteiro, tem preferência por pernas e pés”, acrescentou. “O mosquito tem hábitos diurnos, tem preferência pelo dia, pelas primeiras horas do dia e, também, pelo fim da tarde”.

Segundo o ministro, no próximo sábado será lançado um programa estadual de combate ao mosquito Aedes aegypti em Pernambuco.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

comentários