Pistoleiros executam três homens na região de fronteira

Dois homens foram executados a tiros no lado paraguaio da fronteira na noite de quinta-feira, dia 13 de junho.

As duas mortes ocorreram no bairro Vila Guillermina, em Pedro Juan Caballero. As vítimas foram identificadas como Martin Quintana Caballero, 54 anos, que possuía nove passagens pela polícia por diversos crimes, e Dario Castilho Espinosa, 54 anos, o “Patula”, com três ordens de prisão por homicídio.

Perícia faz análise no corpo da vítima logo após execução (Foto: Porã News)

Os homens, de nacionalidade paraguaia, estavam em casa quando dois pistoleiros chegaram e começaram a atirar com pistolas calibre 9 milímetros. Pelo menos 17 tiros atingiram os dois, que morreram no local.

Investigadores da Divisão de Homicídios foram ao local, mas não conseguiram pistas dos matadores.

MAIS UM

As execuções aconteceram em menos de uma hora depois da morte do empresário Rafael Romeiro Ribeiro, 28 anos.

Em outubro do ano passado o pai dele também foi morto da mesma maneira.

De acordo com informações apuradas pela equipe de reportagem, Rafael estava com a mulher em um veículo Volkswagen Fox, momento em que atirador em uma moto passou a disparar várias vezes contra o automóvel. Ele chegou a descer do carro para tentar fugir a pé, mas foi alcançado e morto. A suspeita é de que pelo menos 15 disparos de pistola tenham atingido o empresário.

A mulher de Rafael, Liz Paola Bobadilla, de 19 anos, foi socorrida e encaminhada para uma unidade de saúde com ferimentos leves.

No dia 19 de outubro de 2018, o pai da vítima, o comerciante Paulo Dionizio Ribeiro, de 55 anos, foi executado em frente à casa dele, no centro de Pedro Juan Caballero. Ele foi baleado na cabeça, no peito e no braço. Os dois pistoleiros estavam de moto.

Comentários