Piloto morre ao cair de parapente durante campeonato Pan-Americano

G1/JN

O piloto Alessandro Heringer de Jesus, de 40 anos, morreu após cair de parapente durante o campeonato Pan-Americano em Baixo Guandu, no Noroeste do Espírito Santo, na tarde desta segunda-feira (2).

Acidente aconteceu durante o campeonato Pan-Americano em Baixo Guandu – Foto: Divulgação

A morte e a identidade da vítima foram confirmadas pela organização do evento. De acordo com a prefeitura, o acidente aconteceu por volta das 13h.

O Corpo de Bombeiros disse que o piloto perdeu altitude logo depois de saltar da rampa do Monjolo, bateu em uma pedra e caiu em um local de difícil acesso.

O corpo de Alessandro só foi resgatado por volta das 16h por equipes do Corpo de Bombeiros e do Núcleo de Operações e Transportes Aéreo (NOTAer).

Segundo a Polícia Militar, o corpo foi transportado até uma área de fácil acesso, no topo da montanha, onde passará pela perícia.

Campeonato

Durante essa semana, 150 pilotos de 22 países estão disputando o campeonato Pan-Americano de parapente, na rampa do Monjolo, a 900 metros de altitude, em Baixo Guandu. O campeonato vale pontos para o mundial.

Piloto

Alessandro era policial civil em Campo Grande, no estado do Rio de Janeiro. Ele deixa a esposa e três filhos, com idades de quatro, 12 e 16 anos.

Segundo o amigo Rogério Félix, a família de Alessandro já foi comunicada sobre a morte e está vindo ao Espírito Santo para liberar o corpo.

Rogério contou, ainda, que costumava viajar com Alessandro para competições de voo livre, e que o amigo tinha aproximadamente 12 anos de experiência com voo de parapente.

“Ele era um competidor de nível alto. Já ganhou vários campeonatos, entre eles o brasileiro, mineiro, paulista. Venceu três campeonatos brasileiros. Estava bem colocado, era um piloto experiente”, disse.

Rogério, que também saltou da rampa do Monjolo nesta segunda-feira (2), lamentou a perda do amigo.

“Viajamos juntos para cá. Eu só fiquei sabendo [da morte] no final do dia, quando pousei. Não tenho nem o que falar, estou muito chateado. Ele era meu amigo há muito tempo, estávamos sempre compartilhando nossas viagens”, lembrou.

 

Comentários