Piloto acionou freio da moto do rival, mas é visto e demitido por equipe

Gazeta Esportiva.com

No último final de semana, durante o Grande Prêmio de San Marino, o piloto Romano Fenati, da Moto 2, acabou chamando a atenção por um comportamento totalmente inaceitável. Durante a corrida, o italiano acionou o freio do compatriota Stefano Manzi, que por pouco não foi ao chão.

A atitude irresponsável do piloto tem lhe rendido diversos problemas para a carreira. Primeiro, ainda durante a prova, o piloto acabou recebendo uma bandeirada preta, sendo assim desclassificado do evento e suspenso das duas próximas provas.

Além disso, a atual equipe do piloto, a Marinelli Snipers anunciou neste segunda-feira que o contrato do corredor foi encerrado devido a atitude antidesportiva do seu ex-contratado. “Comunicamos que a Marinelli Snipers encerrará o contrato com Romano Fenati a partir de agora por sua atitude antidesportiva, perigosa e danosa. Temos que ressaltar que esse ato irresponsável, e que colocou a vida de outro piloto em risco, não pode ser desculpado”, publicou a empresa.

@MotoGP

FIM MotoGP Stewards
Black flag Romano Fenati for irresponsible riding 🏴

Perdeu contrato futuro

Outra consequência negativa do ato infeliz do piloto foi anunciado pelo dono da equipe MV Agusta, com a qual o italiano já tinha contrato para a próxima temporada. Em suas redes sociais, Giovanni Castiglioni afirmou que fará de tudo para o piloto não entre para a equipe em 2019 e pediu para que ele fosse banido das corridas.

Romano Fenati teve seu contrato rescindido com a sua equipe na Moto 2 (Foto: Divulgação)

“Essa foi a mais triste e pior coisa que já vi em uma corrida de motos. Um verdadeiro esportista jamais faria algo assim. Se eu fosse a Dorna (empresa dona dos direitos da MotoGP), eu o baniria do mundo da motovelocidade. Com relação ao contrato para representar a MV Agusta na Moto2, eu farei de tudo para que não aconteça. E não vai acontecer, porque ele não representa os verdadeiros valores da nossa empresa”, escreveu.

O próprio atleta também realizou um pronunciamento sobre o ocorrido. “Eu me desculpo com o todo o mundo dos esportes. Nesta manhã, de cabeça fria, eu queria que tudo não tivesse passado de um pesadelo. Eu continuo pensando a respeito deste momento. Fiz algo sem palavras para descrever. Não fui homem. Um homem teria terminado a corrida e ido na direção de prova buscar justiça pelos lances anteriores. Não deveria ter reagido a provocações. As críticas em relação a mim são corretas e consigo entender todo o ressentimento. Gostaria de me desculpar com todos que acreditaram em mim também a quem se sentiu ferido pelas minhas ações, que pintaram uma horrível imagem de mim e do esporte”

Comentários