PGR pede para PF investigar suspeitos no caso Marielle

Portal G1

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge — Foto: Sérgio Almeida/CNMP

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, que a Polícia Federal (PF) passe a investigar novas suspeitas sobre a morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. As informações são da Procuradoria-Geral da República (PGR). O pedido foi feito na noite desta quarta-feira (31). A vereadora e seu motorista foram assassinados em março deste ano, dentro de um carro na Região Central do Rio de Janeiro.

Raquel Dodge informou ao ministro que foram tomados dois depoimentos no Rio Grande do Norte sobre as novas suspeitas e pediu a Jungmann a adoção de providências. Dodge também pediu que a PF dê proteção às famílias dos novos depoentes. Os detalhes sobre os suspeitos e as linhas de apuração são mantidos em sigilo.

O pedido não trata de federalização da investigação. A decisão sobre a federalização cabe ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) que pode determinar ou não que a PF assuma uma investigação quando há suspeita de fraude ou omissão nas apurações.

Fontes confirmaram à TV Globo que o inquérito da PF poderá servir de instrumento para colher indícios sobre a condução das investigações.

Marielle Franco e Anderson Gomes assassinados em março deste ano, no Rio de Janeiro — Foto: Reprodução/JN

Investigações

Em agosto deste ano, o ministro Raul Jungmann ofereceu que a Polícia Federal assumisse a investigação da morte de Marielle Franco. O presidente Michel Temer chegou a autorizar a atuação da PF no caso.

Para que a Polícia Federal assuma de fato as investigações é preciso que os interventores na área de segurança façam o pedido oficialmente, mas Polícia Civil do Rio de Janeiro recusou a oferta.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui