PF indicia Vaccari, Duque, Barusco e mais três em inquérito da Lava Jato

Indiciamento foi assinado pela delegada da PF Renata Silva Rodrigues

A Polícia Federal (PF) indiciou o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, o ex-diretor da Petrobras Renato Duque, o ex-gerente Pedro Barusco e mais três investigados em um inquérito da Lava Jato envolvendo a empresa Carioca Engenharia por crimes como corrupção, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

João Vaccari, Rebato Duque e mais quatro foram indiciados pela PF (Foto: ABr)
João Vaccari, Rebato Duque e mais quatro foram indiciados pela PF (Foto: ABr)

O indiciamento foi assinado pela delegada da Polícia Federal Renata da Silva Rodrigues. O documento foi protocolado no sistema eletrônico da Justiça Federal, no Paraná, no  dia 4 de novembro.

O inquérito investiga pagamentos de propina feitos pela Carioca Engenharia em obras como o Terminal Aquaviário Barra do Riacho (TABR) e GNL da Bahia.

“Quanto à participação da CARIOCA na organização criminosa que frustrou o caráter competitivo de diversas licitações no âmbito da PETROBRAS, entendo que os achados já consignados em Relatórios de Análise como os de número 107 e 135 (planilhas encontradas na sede da ENGEVIX), aliados às conclusões do CADÊ e à confissão dos colaboradores RICARDO PERNAMBUCO e RICARDO PERNAMBUCO JÚNIOR, não deixam margem de dúvidas de que a CARIOCA, por meio de seus executivos, de fato integrou o cartel que, por longo período de tempo, frustrou o caráter competitivo de licitações da PETROBRAS”, disse a delegada.

Veja quem foram os indiciados e os respectivos crimes:

– João Vaccari Neto, ex-tesoureiro o PT: corrupção passiva e associação criminosa

– Renato Duque, ex-diretor da Petrobras corrupção passiva e associação criminosa

– Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras: corrupção passiva, lavagem de dinheiro e associação criminosa

– Mário Góes, lobista lavagem de dinheiro e associação criminosa

– Ricardo Pernambuco, executivo da Carioca Engenharia: corrupção ativa, associação criminosa e crime contra a ordem tributária

– Ricardo Pernambuco Júnior, executivo da Carioca Engenharia: corrupção ativa, associação criminosa e crime contra a ordem tributária

A delegada Renata também disse que Ricardo Pernambuco Júnior e Ricardo Permambuco também confirmaram em depoimentos de delação premiada a ocorrência de pagamentos de vantagens indevidas, João Vaccari, Renato Duque e Pedro Barusco.

Renato Duque já foi condenado em outras ações penais da Lava Jato por crimes como  crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Vaccari também já foi condenado em outros processos por crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O que dizem as defesas

O advogado Renato Duque, Roberto Roberto Brzezinski, disse que ainda não teve acesso aos autos e que só vai se manifestar depois disso.

A defesa de Pedro Barusco, representada pelo advogado Tracy Reinaldet, disse que vê o indiciamento com naturalidade. “Nessa investigação ele também irá colaborar de maneira ampla e irrestrita com a Justiça e com as autoridades”, declarou Reinaldet.

O G1 tenta contato com as defesas dos demais envolvidos.

Comentários

comentários