PF diz que pentacampeão Edilson Capetinha é alvo da Operação Desventura

A Polícia Federal identificou o ex-jogador da Seleção Brasileira Edilson Capetinha, pentacampeão do mundo em 2002, como um dos alvos da Operação Desventura, deflagrada na manhã desta quinta-feira, 10. Segundo a PF, o esquema teria fraudado o pagamento de loterias da Caixa Econômica Federal.

Edilson Capetinha. Foto: Alaor Filho/AE – 6/3/2002
Edilson Capetinha. Foto: Alaor Filho/AE – 6/3/2002

Edílson da Silva Ferreira, mais conhecido como Edílson Capetinha, baiano de Salvador, de 44 anos, foi atacante de alguns dos principais times do País, Corinthians, Palmeiras, Flamengo, Vasco, Cruzeiro, Bahia e Vitória. Em 2002, ele fez parte do elenco que conquistou o último título mundial da Seleção Brasileira, disputado na Ásia.

Os investigadores apontam que o esquema contava com ajuda de correntistas do banco, escolhidos por movimentarem grandes volumes de dinheiro. Eles teriam sido usados para recrutar gerentes da Caixa para a fraude. A PF afirmou que Edilson Capetinha fazia parte do grupo dos correntistas.

 ISTOÉ

 

Comentários

comentários