PF deflagra a Operação Falsário e cumpre 5 mandados de prisão em MS

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (26), a Operação Falsário no Estado de Mato Grosso do Sul. O objetivo da operação é desmantelar uma organização criminosa que praticava especialmente falsificação de documentos públicos para promover o ingresso de estrangeiros em território brasileiro.

O esquema criminoso foi descoberto por meio de uma denúncia realizada por pessoa já beneficiada pela falsificação de vários documentos (certidão de nascimento, RG, CPF e certificado de dispensa de incorporação), a qual compareceu até a Delegacia de Polícia Federal de Ponta Porã, com a finalidade de retirar passaporte, e acabou sendo presa em flagrante pelo crime de uso de documento falso.

policia_federal_marcelo_camargo_abr_0

A organização criminosa atuava junto ao Serviço Notarial e de Registro Civil do Distrito de Areado/MS que inseria dados falsos nos sistemas de informação para gerar certidões de nascimento ideologicamente falsas.

Dessa forma, os dados constantes nas certidões de nascimento não existiam no respectivo livro cartorário. Entretanto esses documentos tinham total credibilidade perante outros órgãos públicos, uma vez que eram emitidos por um órgão autorizado e detentor de fe pública.

Cerca de 20 policiais cumprem 5 mandados de busca e apreensão nos municípios de Campo Grande e São Gabriel do Oeste, todos expedidos pela Justiça Federal de Ponta Porã.

A operação foi batizada de “Falsário”, em referência a ação praticada pelo grupo na obtenção de documentos públicos. Os materiais referentes as buscas e apreensões serão encaminhados para a Superintendência da PF em Campo Grande.

Comentários

comentários