Petrobras negocia fábrica de fertilizantes de MS com russos

Da Redação/JN

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (9) o início das negociações com a empresa Acron, com exclusividade por 90 dias, referente ao processo de desinvestimento no setor de fertilizantes, de acordo com comunicado ao mercado.

A petroleira havia anunciado a fase vinculante para venda de sua participação integral das fábricas de fertilizantes de Três Lagoas e também do Paraná.

Petrobras anunciou hoje que está negociando a venda de fábrica em Três Lagoas (Foto: Divulgação)

Conforme a Petrobras, a Acron é uma empresa russa com foco na produção e comercialização de fertilizantes, com vendas em mais de 60 países.

Em 2017, o volume de vendas da Acron atingiu mais de 7,3 milhões de toneladas, com receitas consolidadas de 1,6 bilhão de dólares e Ebitda de 511 milhões de dólares, disse a Petrobras, citando o International Financial Reporting Standards (IFRS).

A Acron é uma sociedade anônima de capital aberto, com ações negociadas na Bolsa de Valores de Moscou e de Londres, acrescentou a petroleira brasileira.

A UFN-3 tem capacidade de produção de 761,2 mil toneladas por ano de Amônia e 1.223 mil toneladas por ano de Ureia Granulada. O complexo é composto por Unidade de Geração de Hidrogênio, Unidade de Produção de Amônia, Unidade de Produção de Ureia, Unidade de Granulação, Utilidades, áreas de Estocagem e Expedição e outras facilidades.

 

Comentários