Petistas já avaliam como possível o impeachment da presidente Dilma

Ministros, deputados e senadores do PT já consideram não apenas possível, mas provável que a presidente Dilma Rousseff seja afastada do governo num processo de impeachment ainda neste ano.

Ministros, deputados e senadores do PT já consideraram provável o afastamento de Dilma (Foto: Reuters)
Ministros, deputados e senadores do PT já consideraram provável o afastamento de Dilma (Foto: Reuters)

Pelo monitoramento do PT, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, do PMDB, rejeitará pedidos de impedimento, inclusive o de Helio Bicudo, segundo a colunista da BandNews FM Mônica Bergamo.

Deputados da Frente Pró-Impeachment, com 280 votos, recorreriam ao plenário e, com maioria simples, votariam pela admissibilidade do impeachment, primeiro passo para o afastamento de um presidente.

Nesse clima de pressão máxima, o impeachment seria então apreciado na Câmara. Como o voto é aberto, até mesmo parlamentares de oposição que são contra o afastamento se veriam forçados a votar a favor. Empresários pedem desculpas a Mantega.

Também segundo a colunista Mônica Bergamo, os dois empresários que gritaram palavrões, em junho, para o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, dizendo que ele era “ladrão”, “palhaço” e “sem-vergonha”, acabam de se retratar.

Diante de queixa-crime por injúria, calúnia e difamação, eles procuraram o advogado do ex-ministro, José Roberto Batochio, e propuseram acordo.

Mantega assinou ontem os dois pedidos de desculpas, concedendo aos empresários seu “perdão”, exigência da lei para que a ação judicial seja suspensa.

BAND

Comentários

comentários