Pessoas com pouca força nas mãos tem mais chances de sofrer ataque do coração

heart-doppel_2630407b (1)Um estudo realizado em 17 países do mundo, incluindo o Brasil, sugere que a força empregada em um simples aperto de mão pode indicar as chances futuras de um indivíduo de sofrer um infarto ou derrame.

Publicado na revista The Lancet, a pesquisa avaliou durante quatro anos 140 mil adultos entre 35 e 70 anos usando um dinamômetro de pressão manual. O aparelho mede a força exercida quando um sujeito aperta um objeto tão duro quanto possível com as mãos. Os resultados associaram que quanto menor a força exercida maior o risco de morte por problemas cardíacos.

De acordo com o Dr. Darryl Leong, um dos autores do estudo, o teste é um estratégia fácil e barata para avaliar os risco de doenças cardiovasculares. Os pesquisadores avaliam agora se os esforços para melhorar a força muscular são determinantes para reduzir esses riscos.

Para a enfermeira cardíaca sênior da Fundação Britânica do Coração, Doireann Maddock, os estudos são inconclusivos uma vez que não explicam a ligação entre a força de preensão e as doenças cardiovasculares mas acredita que independente da situação o paciente pode ajudar a reduzir os fatores de risco através da adoção de hábitos de vida saudáveis, como parar de fumar, praticar exercícios físicos e manter uma dieta saudável.

com informações da Pesquisa Fapesp e The Telegraph

Comentários

comentários