Pesquisa Ibrape aponta vitória de Reinaldo no primeiro turno com 51%

Michael Franco

Governador Reinaldo Azambuja nos estúdios da Capital 95 FM (Foto: Michael Franco)

Com o pleito eleitoral se aproximando, mais um levantamento confirma que Reinaldo Azambuja está próximo de vencer a eleição no primeiro turno. A pesquisa eleitoral realizada pelo Insituto Brasileiro de Pesquisa e Opinião Pública (Ibrape), divulgada nesta quarta-feira (03), mostra o atual governador com 51% dos votos válidos, garantindo a vitória já no dia 7 de outubro. Levando em conta a margem de erro, o índice mínimo do candidato seria de 48%.

No levantamento de intenção de voto estimulado, Azambuja lidera com 44%, seguido de Juiz Odilon (PDT) com 27%, Junior Mochi (MDB) com 7%, Humberto Amaducci (PT) – 5%, Marcelo Bluma (PV) e João Alfredo (PSOL) com 2%. Brancos e nulos somaram 9%. Indecisos atingiram 4%.

Pesquisa Ibrape

No que diz respeito ao levantamento dos votos válidos que, assim como as eleições, desconsideram brancos e nulos, o candidato tucano estaria eleito no primeiro turno com 51%, variando entre 48% e 54% com a margem de erro. Odilon segue a lista com 31%, em terceiro vem Junior Mochi (8%), completam a lista Amaducci (6%), Marcelo Bluma e João Alfredo, ambos com 2,%.

Pesquisa Ibrape

Tendo em vista a pesquisa anterior do mesmo instituto, Azambuja evoluiu 1,57% nos votos válidos (de 49,43% para os atuais 51%). Odilon subiu 0,46% (de 30,54% para 31%), Mochi recuou 0,26% (de 8,26% para 8%), Amaducci perdeu 1,01% (de 7,01% para 6%), Bluma e João Alfredo perderam 0,38%, cada (de 2,38% para 2%).

 

Rejeição

O Ibrape também pesquisou a rejeição dos candidatos. Foi feita a seguinte pergunta: “Destes candidatos a Governador, em qual ou em quais deles o(a) sr(a) NÃO VOTARIA de jeito nenhum?”. Os resultados ultrapassam 100% porque foi permitido a escolha múltipla. Confira:

Pesquisa Ibrape

A pesquisa foi realizada pelo Ibrape nos dias 29 e 30 de setembro e 1 de outubro de 2018. Foram ouvidas 1040 pessoas em 37 municípios distribuídos em 8 regiões geográficas do estado. A Margem é de até 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registrado no TRE sob o protocolo MS-07828/2018.

 

Comentários