‘Perto da gravação de Jucá, a minha é uma Disney’, diz Delcídio

O ex-senador Delcídio Amaral comentou à Rádio Gaúcha o diálogo divulgado nesta segunda-feira entre o ministro do Planejamento, Romero Jucá, e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado.

Delcídio Amaral, ex senado sem partido de MS
Delcídio Amaral, ex senado sem partido de MS

No diálogo, revelado pelo jornal Folha de São Paulo, Jucá fala em “estancar a sangria” da Operação Lava Jato e faz uma referência a um pacto para deter as investigações.

— Por muito menos, eu fui preso — disse Delcídio, se referindo à gravação em que aparece propondo a fuga de Nestor Cerveró para o Paraguai.

Delcídio ainda ironizou o episódio, que classificou como “grave”, e disse que o seu caso, perto deste, “parece a Disney”.

— Nada como um dia depois do outro! O caso é grave! Depois dos grampos da Dilma e do Lula e agora o do Jucá e do Sérgio Machado, o meu parece a Disney!!!! Aguardamos agora as providências de caráter judicial! — disse, pelo WhatsApp.

Delcídio foi preso por suspeitas de tentativa de obstrução da Operação Lava Jato e teve o mandato cassado pelo Senado Federal.

Comentários

comentários