Peres assume erro por inexperiência no Santos e cita cortes no clube

Lancepress

Presidente do Santos assume erro por inexperiência em sua gestão (Foto: Lancepress)

Depois de vencer os dois processos de impeachment no Santos, o presidente José Carlos Peres, no comando até o final de 2020, assumiu alguns erros de gestão no clube por inexperiência. O dirigente entende que falhou em não esclarecer para a torcida que limparia o clube e mexer com processos antigos.

Em contrapartida, Peres ressalta que, mesmo com falhas, conseguiu a contratação de Dodô, Sasha, Gabigol, Bryan Ruiz, Carlos Sánchez e Derlis González, seis atletas que despontaram e, alguns são titulares absolutos do time de Cuca.

– O que faltou foi chamar a torcida para dizer que era ano de limpar entulho de dívidas, problemas, processos. Temos que pagar contas. Se não pagar, abre-se um buraco. Faltou eu dizer isso, um pouco mais de experiência. Errei. E mesmo assim fizemos seis contratações pontuais, três de seleção, e time está indo bem – disse

Com a vitória, Peres permanece no comando do Santos, e ele já tem planos para outubro: novos cortes. Ele ressaltou que não demitirá pensando em atacar seu vice Orlando Rollo e que serão saídas pontuais, “sem perseguição política”.

– A reestruturação não será política. Vou chamar as quatro áreas – futebol, administração, jurídico e marketing/comunicação. Faremos uma lista do que não precisamos mais, extinguir cargos. Não vai ter facão, vai ter ajuste. Pontual. Sem perseguição política. Teremos cortes precisos – explicou.

Comentários