Percentual de campo-grandenses endividados tem queda significativa em abril

O índice de famílias endividadas em Campo Grande continua em queda, é o que aponta a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). No mês de abril, o total de endividados na Capital caiu de 57,1% para 53,9%, em relação ao mês de março. Em números absolutos, são 166.518 famílias endividadas em abril, 9.631 a menos que março.

“A cada mês percebemos uma redução no índice de endividamento e isso é positivo. O número de endividados com conta em atraso e os que não terão condições de pagar a dívida também diminuíram, demonstrando assim que o consumidor tem conseguido pagar suas dívidas e está retomando o poder de compra”, avalia o presidente do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Fecomércio-MS (IPF-MS), Edison Araújo.

Do total de endividados, 50,7% têm contas em atraso e 38,8% não terão condições de pagar as dívidas em atraso. Os muito endividados somam 12,4%, os pouco endividados 18,3%, e os que não possuem dívidas do tipo são 46%.

O cartão de crédito continua sendo a principal fonte de dívidas dos campo-grandenses (68%), seguido pelos carnês (27,9%) e pelo financiamento de casa (8,7%). Crédito pessoal (6,6%) e financiamento de carro (6,6%) vêm logo em seguida. O último da lista é o cheque especial (0,5%).

Sobre a Peic – A Peic é apurada mensalmente pela CNC desde janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas as capitais dos estados e no Distrito Federal, com cerca de 18 mil consumidores. Das informações obtidas, são apurados importantes indicadores: percentual de consumidores endividados, percentual de consumidores com contas em atraso, percentual de consumidores que não terão condições de pagar suas dívidas, tempo de endividamento e nível de comprometimento da renda.

Comentários