Pelo telefone, bombeiros ajudam a salvar recém-nascida engasgada com leite materno

O que poderia ter sido uma tragédia para os pais de uma recém-nascida com 30 dias de vida transformou-se em alívio e agradecimento aos bombeiros do 9º Subgrupamento de Bombeiros Militar, em Caarapó.

A mãe ligou para o 193, na manhã do último sábado (9), pedindo socorro para salvar a criança, que estava roxa por causa e com as vias aéreas obstruídas com leite materno. O sargento Cláudio, pelo telefone, deu as primeiras orientações à mulher, que iniciou os procedimentos de tapotagem (tapinhas nas costas) para liberar a respiração.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Depois de 30 segundos a mãe, ainda desesperada, informou que a criança não dava sinais de reação. Enquanto ela falava com o sargento, o pai realizava o procedimento. O bombeiro então deu novas orientações e a criança dessa vez chorou com intensidade.

Enquanto orientava a mãe, o militar despachou uma equipe até à casa da família para concluir o atendimento. Os bombeiros de Caarapó comemoraram o salvamento e levaram mãe e filha até o hospital São Mateus. A médica responsável disse que recém-nascida passa bem e que foi apenas um susto.

O sargento Cláudio comentou que a tapotagem é um procedimento simples que pode salvar vidas como a da criança de um mês de vida. “Conscientizamos a população, inclusive nas redes sociais, como forma de minimizar situações adversas e riscos de morte“, disse Cláudio.

Notícias MS

Comentários

comentários