Pelé não vai acender a pira Olímpica por falta de condições físicas

Pelé não vai mais acender a pira olímpica na cerimônia de abertura dos Jogos do Rio. O rei do futebol informou, em nota oficial, nesta sexta-feira, que não está em condições físicas de participar do evento e que só Deus é mais importante que a saúde dele.

Pelé não vai acender a Pira Olímpica. Foto: RIO 2016 / ANDRE LUIZ MELLO / AFP
Pelé não vai acender a Pira Olímpica. Foto: RIO 2016 / ANDRE LUIZ MELLO / AFP

Confira a nota:

“Queridos amigos. Só Deus é mais importante do que minha saúde! Em minha vida tive fraturas, cirurgias, dores, internações em hospitais, vitórias e derrotas, e sempre respeitando aqueles que me admiram. A responsabilidade das decisões é minha onde sempre procurei não decepcionar a minha família e o povo brasileiro.Neste momento eu não estou em condições físicas de participar da abertura da Olimpíada. E como brasileiro, peço a Deus que abençoe a todos!”.

A pira olímpica está localizada no Boulevard Olímpico, na praça Mauá, no Centro do Rio de Janeiro. Ela será acesa na noite desta sexta-feira durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Atleta participou do revezamento em Santos

Pelé, de 75 anos, está andando com a ajuda de uma bengala e participou do revezamento da tocha olímpica na sacada do Museu Pelé, em Santos. Eleito atleta do Século 20, Pelé nunca disputou uma Olimpíada porque em sua época jogadores profissionais de futebol não podiam disputar a competição.

Segundo a agência de notícias “Reuters”, além de Pelé, o ex-velejador Torben Grael e o ex-tenista Gustavo Kuerten também estavam entre os cotados para acender a pira olímpica na noite desta sexta-feira.

Comentários

comentários