Pedro Rocha encerra jejum, Grêmio bate a Chapecoense e dá 1ª vitória a Renato Gaúcho

Alívio para o lado azul de Porto Alegre. Sete jogos sem vitória, cinco seguidos sem balançar as redes. Todo esse retrospecto negativo pesava contra o Grêmio, mas ele chegou ao fim. Neste domingo, jogando em casa, a equipe conseguiu a primeira vitória sob o comando de Renato Gaúcho ao vencer a Chapecoense pelo placar de 1 a 0. Fim do jejum de vitórias, de gols, fim da pressão e alívio pela vitória que enfim chegou.

ACABOU O JEJUM

Demorou, mas o jejum gremista sem marcar gols nesse Campeonato Brasileiro finalmente acabou. Depois de cinco partidas sem balançar as redes – Coritiba, Palmeiras, Ponte Preta, Fluminense e Atlético Paranaense pela Copa do Brasil – o gol entalado na garganta do torcedor gremista saiu com o garoto Pedro Rocha.

Renato Gaúcho ao longo da semana priorizou os trabalhos de finalização a gol, e parece que os treinos deram resultado em campo. Pedro Rocha, que havia marcado apenas um gol nesse Brasileiro – contra o Corinthians – voltou a balançar a rede.

VEIO A VITÓRIA, A PRIMEIRA DE RENATO GAÚCHO

Renato, o gaúcho começa com o pé direito no comando do Grêmio (Reprodução ESPN)
Renato, o gaúcho começa com o pé direito no comando do Grêmio (Reprodução ESPN)

O torcedor gremista, após sete partidas sem sentir o gosto da vitória, pôde voltar a comemorar um resultado positivo. No período, foram cinco derrotas e dois empates. O último resultado positivo havia sido contra o Atlético Paranaense pela Copa do Brasil. Pelo Brasileirão, a última foi contra o Corinthians.

O resultado também é especial para o técnico Renato Gaúcho. Ele, que chegou para acabar com o momento ruim da equipe, consegue seu primeiro triunfo após a volta. Estreou com derrota para o Atlético Paranaense pela Copa do Brasil, mas conseguiu a classificação nos pênaltis.

100 VEZES MARCELO OLIVEIRA

gremio-2

O jogo foi especial para o lateral-esquerdo Marcelo Oliveira. Contra a Chapecoense, o jogador completou sua centésima partida com a camisa do clube gaúcho. Ao longo de seus 100 jogos pelo Grêmio, anotou quatro gols. Três no ano passado e um nesta temporada de 2016.

COMEÇOU COM TUDO

gremio-3

O jogo começou frenético na Arena do Grêmio. Wallace, de cabeça após escanteio, testou firme e quase abriu o placar, mostrando que o Grêmio estava disposto a encerrar a má fase. Mas a Chapecoense mostrou que veio para incomodar. Kempes lutou pela jogada na esquerda e conseguiu cruzar rasteiro para Biteco, que chegou batendo de primeira obrigando grande defesa de Grohe.

Mas na jogada seguinte, o Grêmio foi fatal em um contra-ataque muito bem construído. Luan puxou pela esquerda e entregou a bola na linha de fundo para o meio-campista Walace. Ele chegou na linha de fundo e cruzou com perfeição para trás. Pedro Rocha pegou de primeira para balançar a rede.

O jogo baixou de nível após o começo intenso, mas o Grêmio se manteve superior até o final da primeira etapa. Aos 22 minutos, Pedro Rocha teve nova chance, mas parou no goleiro Danilo. Já aos 42 foi a vez do garoto cruzar para Douglas, de cabeça, tentar no contrapé e quase ampliar.

SEGURA A PRESSÃO

gremio-4
Jogo foi disputado mas o tricolor gaúcho levou a melhor

Com a vantagem no placar, o panorama do segundo tempo foi outro. A Chapecoense se lançou mais ao ataque na busca pelo gol de empate e levava perigo à área gremista. O Grêmio, mesmo em casa, optava pela estratégia de se resguardar na defesa e apostar nas investidas de contra-ataque com Luan, Pedro Rocha e Douglas fazendo os passes.

E dá-lhe pressão do time catarinense. Foram ao menos três grandes chances para igualar o placar. Biteco, de cabeça, se desequilibrou e mandou para fora. Rafael Lima, após cobrança de falta, mandou de cabeça com muito perigo na rede pelo lado de fora. Depois, aos 25 minutos, foi a vez de Kempes, também de cabeça, tirar tinta da trave.

Após as três chances, o ritmo da Chapecoense diminuiu e o Grêmio passou a ficar um pouco mais com a bola em seus pés. Aos 39 minutos, Luan teve a melhor chance para ampliar em chute de longe que passou raspando a trave. Depois, faltando cinco minutos para o fim, foi segurar a vantagem e conseguir uma vitória importantíssima.

NA TABELA

Grêmio: 8º lugar – 40 pontos
Chapecoense: 11º lugar – 38 pontos

PRÓXIMA RODADA

Grêmio: sábado (01/10) – 18h30 (de Brasília) – Cruzeiro – Mineirão
Chapecoense: sábado (01/10) – 16h (de Brasília) – Vitória – Arena Condá

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 1 x 0 CHAPECOENSE

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 25 de setembro de 2016, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias (PA) e Helcio Araújo Neves (PA)
Público: 11.152 pagantes
Renda: R$ 319.000,00
Cartões amarelos: Walace e Marcelo Grohe (Grêmio); Danilo e Josimar (Chapecoense)
Gol: GRÊMIO: Pedro Rocha, aos dez minutos do primeiro tempo

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Ramiro, Geromel, Wallace Reis e Marcelo Oliveira; Walace e Jaílson; Pedro Rocha (Rafael Thyere), Douglas (Sandows) e Luan; Henrique Almeida (Guilherme). Técnico: Renato Gaúcho

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Rafael Lima, William Thiego e Dener; Josimar, Matheus Biteco, Cléber Santana e Arthur Maia (Ailton Canela); Kempes (Alan Ruschel) e Lourency (Bruno Rangel). Técnico: Caio Júnior

Comentários

comentários