“Pedágio Solidário” começa na rua para incrementar Campanha do Agasalho do TJ-MS

Lúcio Borges

Voluntária no anuncio da Campanha na Av. Afonso Pena com Bahia (Fotos: Lúcio Borges)

O TJ-MS (Tribunal de Justiça de MS) lançou nesta semana a “Campanha do Agasalho 2017” com arrecadações que seguem até 10 junho, em diversos pontos de Campo Grande, entre instalações do Poder Judiciário e parceiros da iniciativa comandada pelo Pacijus (Programa de ajuda a crianças e idosos) do Tribunal. A ação não se restringe aos postos e saiu para rua, começando neste sábado (13), entre todos os fins de semana até fim da ação, o chamado ‘Pedágio Solidário’. Os servidores do TJ e voluntários de entidades estarão divulgando a campanha e mesmo sendo ponto de coleta, com parada para entrega ou em “drive thru”, na Avenida Afonso Pena com a Rua Bahia, para recolher da janela dos carros os agasalhos, cobertores, roupas e sapatos. As doações podem ser entregues aos voluntários envolvidos no pedágio, que vai até ao meio dia.

A coordenadora de Integração do Pacijus, Marta Lopes, reforça que o ‘Pedágio Solidário’ é uma parte da campanha, que vem para externar a todos e reforçar a arrecadação para superar as Campanhas anteriores. “É nossa 3ª edição da campanha, que tem um mês de contribuição de quem se fizer solidário. Hoje, estamos aqui no primeiro pedágio que vai ocorrer aos sábados para divulgação ‘de rua’ da ação em si, com os integrantes do TJ e

“Drive Thru” – para e coloca na caixa na Rua Bahia com Afonso Pena

voluntários, como do Moto Clube DDW, o Lions, estando na parte da manhã, até as 12 horas, distribuindo panfletos e pedindo os produtos. E mesmo já fazendo a arrecadação de quem conhece e sabe o ponto ou aqueles que ouviram falar ou estão recebendo o panfleto agora. Esperamos ultrapassar a marca do ano passado, com 20 mil peças, para serem doadas a instituições e entregues a moradores de rua, na intenção de minimizar o frio de quem não tem condições de comprar um abrigo”, explica Marta.

Os parceiros do Tribunal na arrecadação, como os motoqueiros e outros que já são “membros” da ação, além do ‘Pedágio’, divulgação pelos meios sociais próprios, fazem buscas nas casas dos membros e amigos do moto clube, por exemplo, para dar maior participação. “Já é a terceira vez que nos integramos a Campanha, vemos que há resultados e que a retribuição tanto de quem dá, como de quem recebe. É muito importante estarmos ajudando, seja de qualquer forma, vindo aqui um tempinho na rua, falando boca boca, pegando em casa e trazendo para cá ou que vamos buscar”, apontou Marcelo Sandin, membro do Moto Clube DDW, que fica no bairro Cidade Jardim, região Noroeste da Capital.

Alguns do membros do DDW, outros estavam na rua

Os participantes do DDW e Lions, como o Página Brazil presenciou em 2016, novamente estavam na avenida já recebendo as doações e distribuindo panfleto da campanha para divulgar a ação e seus pontos de coleta, que compreende pelo menos 11 locais (Veja abaixo) espalhados pela Capital, entre órgãos públicos e comércios parceiros. “Fazemos nossas campanhas e buscamos esta parceria para vir também fazer parte da promovida pelo Tribunal, onde recolhemos e distribuímos, como em 2015, 2016. A meta é até superar, porque o frio chega a cada ano diferente e temos que aumentar os dias de trabalho aqui na rua e na divulgação pelas redes sociais e empresas nossas envolvidas. Vamos arrecadar para ajudar a ação do TJ-MS e acima de tudo àqueles que precisam”, comentou Mazinho um dos responsáveis do moto clube, que receberá doações na sede do DDW.

Arrecada e distribui – Consciência e olhar pra próximo 

A coordenadora da campanha, Marta Lopes, que estava na Afonso Pena nessa manhã, falando dos pontos de arrecadação disponíveis durante todos os dias, sensibilizou um dos seus contatos. “Tem várias entidades, como dito pela moça, na campanha que é interessante e podemos ser útil a quem está necessitando. Se arrecada e sabe para quem estará destinando”, comentou o senhor* no carro, após receber o panfleto. *Como estávamos no trânsito e abriu o sinaleiro, não tivemos tempo hábil para identificar o depoimento.

A servidora Otávia Gonçalves, que já colaborou trazendo sua doação para o local de coleta no Tribunal, lembra que além de ajudar uma pessoa diretamente, também contribui com o mundo em geral não jogando fora ‘coisa boa’. “Ajudar as pessoas que mais precisam nessa época do ano e também colaborar para a sustentabilidade é a maior recompensa que ganhamos. Sem contar que é sempre interessante doar o que não usamos mais, independente da época do ano, para não termos desperdícios”, disse.

POSTOS DE COLETA

Quem quiser fazer sua doação pode levar e entregar em qualquer um dos postos de coleta:

TJMS – Secret. Comunicação (Marta 3314-1667)
Fórum – Núcleo de TI (Erick 3317-3665)
CIJUS – Av.Calógeras c 7 Setembro (3317-8572)
TRE/MS – Assessoria de Políticas de Saúde (Viviane 2107-7047)
JUST. FEDERAL/MS – Seção de Benefícios e Assistência Social (SUBS) (Adriana 3320-1218)
MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL – CAO Direitos Humanos (Joyse 3318-3932)
CARTÓRIO DO 5º OFÍCIO – Dom Aquino nº.1330 – Centro – (Viviane 3047-9105)
Loja ROTA 67 – Harley Davidson – Avenida Afonso Pena, nº. 4548 – Centro
MÉCARI DISTRIBUÍDORA – Avenida Gury Marques, nº. 5164 – Centro Oeste
SEMAD da IEADMS – Av. Dr. João Rosa Píres, nº. 482 – Centro

Sede do DDW – Rua Flamboyan, 195 – Bairro Cidade Jardim.

Qualquer dúvida entre em contato pelos telefones: (67)3314-1667 ou 99957-6261.

Na edição 2017, também são parceiros do Tribunal de Justiça, a OAB-MS, o Moto Clube DDW, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MS), o Grupo Capital MS de Comunicação (Página Brazil e rádio Capital FM 95), a Harley Davidson-Rota 67, o Moto Clube Harley Owners Group (HOG), e o Comando Militar do Oeste (CMO).

Comentários