Passageira descontrolada agride e tenta dar golpe em motorista de App

Lúcio Borges

Os motorista de aplicativo não estão correndo risco somente com bandidos armados e que provocam violência física e mental. Os trabalhadores além de pessoas mal educadas, agora também tem que lidar e sofrer com o desequilíbrio mental ou loucuras ‘sem vergonha’ mesmo, de passageiros em Campo Grande. Assim, foi o caso que ocorreu na manhã deste sábado (6), onde um motorista foi agredido com tapas e mordidas por uma passageira. A mulher teria 29 anos e ficou descontrolada no bairro Santa Fé, região centro norte da Capital.

A jovem teria ainda arremessado garrafas contra o homem e acabou acertando a vidraça de uma loja, segundo o boletim de ocorrência, registrado na Depac Centro e que narra a confusão. O fato teria começado por volta das 5 horas da manhã de hoje, quando a mulher estava na companhia de dois amigos e o trio teria pedido um motorista de aplicativo, na Avenida Mato Grosso para irem embora para suas casas.

O motorista que não terá nome revelado, aponta que quando os três passageiros entraram no carro, a mulher agressora, estaria bêbada. Ela passou a se jogar contra um dos amigos batendo os pés na janela do carro, momento em que o motorista teria parado o veículo e a retirado de dentro do carro.

“Ela, então, passou a desferir tapas no rosto do motorista de aplicativo e mordidas nele. Depois a mulher começou a arremessar garrafas contra a vítima e até nos amigos acertando a vidraça de uma loja. Ela foi deixada na rua pelos homens, que foram embora”, descreveu no B.O.

Lúcida para ainda tentar um golpe

A vitima foi registrar a ocorrência na polícia, até porque ainda poderia ser vitima de um golpe, que lhe custaria um bom dinheiro, a ser acusado de roubo pela mulher.

Segundo informações da ocorrência registrada, a mulher teria ligado para um dos amigos em seguida, onde disse que havia deixado a bolsa dentro do carro. Ele disse que foi ameaçado por ela, já que a mulher teria dito que na sua bolsa havia R$ 2 mil e que queria tudo de volta.

Comentários