Para pedir garantia de jornada de trabalho prevista em lei, assistentes sociais ocupam a Câmara Municipal

Da Redação

Assistentes sociais ocuparam a Câmara de Vereadores de Campo Grande nesta terça-feira (12), pedindo a efetivação da legislação que garante jornada de trabalho de 30 horas.

Foto: Renata Volpe

Segundo a presidente do Conselho Regional de Serviço Social, Alana Goulart, na semana passada, a Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau) recebeu um comunicado informando sobre a alteração no decreto, passando de 30 horas para 40 horas, a jornada de trabalho da categoria.

“Houve um problema jurídico com decreto de lei anterior que não partiu do Executivo para o Legislativo, fez caminho inverso. A procuradoria jurídica do município entendeu que não poderia continuar com aquele decreto”. O decreto estadual é de 2012, mesmo tendo a legislação federal em 2010.

Conforme Alana, a Legislação não é recente. “Existe desde 2010. A lei federal garante jornada de 30 horas para a categoria. O município de Campo Grande tinha implantado desde 2012 e semana passada a Sesau recebeu um C.I [Comunicação Interna] informando a revogação”, detalhou.

A presidente do Conselho informou ainda que a categoria constituiu uma comissão permanente para garantir seus direitos. “Tivemos audiência no gabinete do prefeito que apresentou minuta de um projeto de lei e não decreto que, pode ser revogado a qualquer momento para garantia da jornada de trabalho”

Alana reforçou que a legislação que ampara a jornada de 30 horas semanais é federal “Todos os empregadores devem se adequar a lei. Quando nossa legislação foi sancionada, independente se o concurso foi para 40 horas, os empregadores deveriam ter adequado nossa jornada com a legislação.Apesar de ter nove anos, temos que enfrentar isso.

Estamos aqui para sensibilizar a Câmara até porque o projeto de lei tem que ser aprovado aqui”, finalizou. Em Mato Grosso do Sul são 3,2 mil assistentes sociais.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui