Paquistão testa míssil com capacidade nuclear e alcance de 2.200 quilômetros

O Paquistão testou pela primeira nesta terça-feira (24), com sucesso, o míssil Abadeel, capaz de transportar ogivas nucleares e com um alcance de 2.200 quilômetros, duas semanas após conseguir capacidade para responder a ataques atômicos que poderiam destruir seus silos.

Paquistão testa míssel com capacidade nuclear nesta terça-feira (24) (Foto: AFP PHOTO / INTER SERVICES PUBLIC RELATIONS)

O porta-voz do Escritório de Comunicação do Exército do país, o major-geral Asif Ghafoor, anunciou em comunicado o lançamento deste novo artefato, que tem capacidade para transportar “múltiplas ogivas nucleares” e atingir “múltiplos alvos”.

“O desenvolvimento do Sistema Ababeel tem como objetivo assegurar a sobrevivência dos mísseis balísticos do Paquistão. Reforçará a dissuasão”, afirmou o militar.

O primeiro-ministro, Nawaz Sharif, e o chefe do Exército, o general Qamar Javed Bajwa, parabenizaram os cientistas e engenheiros pelo êxito dos testes prova, ainda de acordo com Ghafoor.

Ababeel é o segundo míssil paquistanês com maior alcance, depois do Shaheen-III, que pode se deslocar a uma distância de até 2.750 quilômetros.

O Paquistão afirmou em 9 de janeiro que tinha alcançado a capacidade para responder a um ataque atômico que destruísse seus silos, após o primeiro teste de um míssil com capacidade nuclear a partir de uma plataforma submarina no oceano Índico.

Estes testes acontecem após a intensificação da tensão entre Paquistão e a Índia, que estão envolvidos em corrida armamentista desde 1947.

Comentários