Palmeiras bate São Paulo garantindo vaga

Gazeta Esportiva.com

A uma partida do final da primeira fase, o Palmeiras lidera o Grupo B com 22 pontos e não pode mais ser alcançado pelo Guarani, terceiro colocado com 14. O São Paulo, com 14 pontos, figura no segundo lugar do Grupo D e corre risco de ser ultrapassado pelo Oeste, que tem 12 e pega o Corinthians no domingo.

A 12ª e última rodada do Campeonato Paulista está prevista para as 21h30 (de Brasília) de quarta-feira. No Estádio Anacleto Campanella, o São Paulo entra em campo para enfrentar o São Caetano. No Allianz Parque, o Palmeiras pega a Ponte Preta.

O Jogo – O primeiro tempo do Choque-Rei foi muito disputado, com entradas duras dos dois lados e cinco cartões amarelos. O Palmeiras trocou muitos passes, mas não conseguiu ameaçar o gol de Volpi. O São Paulo chegou um pouco mais ao ataque, mas também não teve grandes chances.

Ricardo Goulart participou muito pouco da partida durante a etapa inicial e Dudu também teve atuação discreta. Em uma rara subida ao campo de ataque do Palmeiras, o camisa 7 recebeu no fundo pela direita e cruzou, mas ninguém aparece para completar.

Hernanes, por sua vez, fez boas intervenções durante o primeiro tempo e obrigou Weverton a ceder o escanteio em cobrança de falta. O goleiro palmeirense também trabalhou para defender cabeçada de Carneiro, mas o lance foi paralisado por toque de Pablo.

Após um primeiro tempo ruim, Borja foi sacado no intervalo para a entrada de Carlos Eduardo, que passou a atuar como centroavante. Logo no começo da etapa complementar, após saída errada do São Paulo, Dudu recebeu pela esquerda, limpou a marcação e bateu com algum perigo.

O Palmeiras melhorou com a alteração e quase inaugurou o marcador por meio de Ricardo Goulart, que recebeu belo passe de Gustavo Scarpa e acabou travado por Arboleda na hora de finalizar. Em mais uma chegada do time alviverde, Carlos Eduardo escorou de cabeça para o meio após cruzamento da direita, mas Goulart não conseguiu completar.

O time alviverde decidiu o clássico aos 34 minutos do segundo tempo, quando Dudu ajeitou e Carlos Eduardo acertou um chute forte de fora da área. A bola tocou no travessão do gol defendido por Thiago Volpi e entrou. A torcida tricolor, insatisfeita, entoou uma série de cânticos de protesto até o fim da partida.

Comentários