Pagamento de salários injeta R$ 97 milhões na economia de Campo Grande

Os mais de 22 mil servidores públicos municipais podem sacar nesta quinta-feira o salário de abril, que está sendo pago na véspera do 5º dia útil.

O pagamento em dia do funcionalismo representa a injeção de R$ 97 milhões na economia de Campo Grande, nas proximidades do Dia das Mães, segunda melhor data comemorativa em termos de venda, superadas apenas pelo Natal, segundo lideranças comerciais.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, João Carlos Polidoro, garante que o movimento de vendas no segmento tem como um dos pilares o pagamento em dia do funcionalismo público (federal, estadual e municipal).

“A economia vive um momento de retração. Não tem como imaginar o comércio da Capital sem a participação do funcionalismo”, observa.

O presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas, Ricardo Kuninari, também destaca a importância do servidor municipal, assim como todo funcionalismo, receber em dia. “Esta injeção de recursos é uma âncora fundamental para manter a economia longe da recessão”.

Segundo o secretário municipal de Administração, Wilson Prado, para garantir o pagamento em dia do servidor, por orientação do prefeito Gilmar Olarte, foram adotadas medidas de ajuste, como o corte linear das gratificações para comissionados e servidores concursados com cargos de chefia; limitação de plantões.

Estas medidas geraram uma economia de R$ 12 milhões na folha, que caiu de R$ 109 para R$ 97 milhões, além de ajustar os gastos com pessoal aos limites fixados pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Comentários

comentários