Pacote fechado entre prefeitura e governo prevê abrir 60 leitos de UTI na Capital

Durante entrevista ao programa Tribuna Livre, da Capital FM, e ao portal Página Brazil, o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), anunciou que reunião realizada nesta quinta-feira (18) com o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), resultou em um pacote de recursos para a saúde do município.

De acordo com Olarte – que não quis adiantar detalhes do acordo firmado com o governador – “o que posso antecipar é que o que combinamos beneficiará também a Santa Casa de Campo Grande”.

Uma repactuação negociada entre a Prefeitura de Campo Grande e o Governo do Estado deve abrir de 40 a 60 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais de Campo Grande.

“O plano vem sendo debatido e envolve toda a rede de alta complexidade da Capital. Detalhes do plano serão anunciados junto ao governador”, segundo o prefeito.

O secretário de Governo e Relações Institucionais da prefeitura, Paulo Matos, afirma que entre os hospitais incluídos no projeto são Santa Casa, Hospital do Câncer, Hospital Universitário, São Julião, Hospital Dia e até o Hospital Adventista do Pênfigo, que atualmente possui convênio com a prefeitura para atendimento no setor da ortopedia.

“A intenção é desafogar a pressão que o setor hoje tem e criar rede de proteção de alta complexidade, incluindo área cardíaca e ortopédica”, disse o secretário.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários