Pacientes reclamam de atendidos em meio a reforma de posto de saúde

Lúcio Borges

Imagem enviada ao Página Brazil

De um lado, uma boa ação, a reforma de um posto de Saúde, que já necessitava a tempos a ação. Mas, de outro, a flata de planejamento, avisos e condições que o local ficou, mais que continuou, ao menos por alguns dias, em atendimento a população. Com a retirada do forro da UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Jardim Los Angeles, o pátio ficou infestado com fezes de pombos. Mas, mesmo assim, o posto do grande bairro na região sul de Campo Grande, continuou aberto e pelo local tem passagem dos servidores e pacientes sendo atendidos em estacionamento durante esta reforma.

A reclamação está sendo feita pela população ao Página Brazil, como a outros órgãos de imprensa da Capital, sendo que alguns enviaram pedido de socorro e denuncia com imagem da situação.  Os pacientes estão sendo atendidos em parte externa, que passa ou próximo da construção. Porém, a prefeitura alega que não é realidade total, pois os atendimentos foram transferidos aos postos da região e somente alguns que não chegou ‘avisos’, é que foram atendidos, para não serem prejudicados.

Conforme um homem de 39 anos, que não quer se identificar, a unidade está em situação degradante para a saúde dos funcionários e de quem vai atrás de atendimento, mas principalmente desde a última quarta-feira (18), quando o forro foi retirado. “Cheguei lá e vi tudo fechado, a gente ficou esperando no estacionamento para ser atendido, daí a consulta acontecia nos consultórios, mas do lado de fora”, mencionou o paciente.

O aviso que a prefeitura disse que fez, não foi feito ou não chegou a todos. O rapaz, que faz acompanhamento para pressão alta, afirma que só foi avisado sobre a mudança em alguns atendimentos quando chegou no local. “Falaram só que as vacinas vão ser aplicadas três vezes por semana no centro comunitário. Eu que venho aqui toda semana, não sabia de nada. Não me falaram nada e eu não vi nenhum cartaz ao menos”, disse.

Prefeitura ratifica posição

Ainda conforme o paciente, quem esperava atendimento ficava do lado de fora da unidade, em baixo de uma árvore, sem proteção em caso de chuva.

“Aqueles pacientes que não foram informados sobre o remanejamento, foram atendidos normalmente, mas em uma área distante da obra. As unidades dos bairros Macaúbas, Paulo Coelho Machado e Mário Covas estão responsável por parte dos atendimentos. Como a campanha de prevenção à gripe irá começar na próxima terça-feira (24), a vacinação que aconteceria na unidade de saúde foi transferida para o Centro de Referência de Assistência Social do bairro”, mencionou nota oficial da administração municipal.

Comentários