Operação da PF desarticula quadrilha que fraudava previdência no Piauí

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (14) a Operação Sambito, com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em fraudar benefícios previdenciários em municípios piauienses da microrregião de Valença do Piauí.

Por meio de nota, a PF informou que a quadrilha arregimentava pessoas interessadas em conseguir benefício rural fraudulento e, em seguida, realizava empréstimos consignados, cujos valores serviam para pagamento de membros da organização criminosa. A PF estima que o golpe pode ter causado prejuízo de, pelo menos, R$ 10 milhões ao órgão.

Polícia-Federal-Autorizado-concurso-para-Agente-de-Polícia

Ao longo das investigações, os policiais identificaram mais de 500 benefícios de aposentadoria rural com indícios de fraude, com um potencial de prejuízo futuro da ordem de R$ 70 milhões ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Em apenas 53 benefícios já suspensos, foram constatados prejuízos de aproximadamente R$ 1 milhão, além de outros R$ 400 mil em prejuízos a bancos privados, por conta dos empréstimos consignados. Estes 53 benefícios poderiam causar prejuízo superior a R$ 7 milhões.

A Operação Sambito conta com a participação de cerca de 70 policiais federais para cumprir 12 mandados de prisão temporária e 12 mandados de busca e apreensão nas cidades piauienses de Teresina, Valença do Piauí, Novo Oriente do Piauí, Várzea Grande e Santa Cruz dos Milagres. Os presos serão encaminhados à Casa de Custódia de Teresina.

Agência Brasil

Comentários

comentários