OPAQ confirma uso de arma química contra Idlib, na Síria, em fevereiro

EFE / SF

A Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) confirmou, nesta quarta-feira, o uso de gás cloro como arma química no ataque contra a cidade de Saraqeb, na província de Idlib, na Síria, no dia 4 de fevereiro.

Segundo inspetores da OPAQ, missão do organismo internacional é comprovar o uso de armas químicas, mas não identificar autores. Foto Youssef Badawi EPA

Em um comunicado, o órgão, com sede em Haia (Holanda), lembrou que a missão da OPAQ é determinar “se armas químicas foram utilizadas”, mas seu trabalho “não inclui identificar quem é o responsável” pelos supostos ataques.

Comentários

comentários