Õnibus do Saladão será concretizado nesta 4ª feira com início de vendas

Lúcio Borges

O anunciado há alguns meses e adiado, Projeto Saladão, como o Página Brazil já noticiou, para a comercialização móvel de Hortifruti/verduras em Campo Grande, em um ônibus, inicia efetivamente nesta quarta-feira (17). A ação quer os produtos indo direto da produção para a mesa do consumidor, pelo projeto da Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia. A gestão ativa amanhã, a venda pelo “Ônibus do Saladão”, na Avenida Afonso Pena ao lado da Igreja Perpétuo Socorro, onde é dia de grande circulação de fiéis devido a novena semanal.

O Projeto Saladão, que inicia com os três próximos dias, objetiva propiciar fomento à horticultura e fortalecimento da agricultura familiar de Campo Grande, bem como levar qualidade de vida e saúde às pessoas através de alimentos saudáveis, com produtos frescos que serão comercializados em pontos pré-determinados.

Conforme Projeto, para o funcionamento serão utilizados dois veículos: o caminhão refrigerado, que irá transportar os produtos das propriedades rurais para a cidade, e o Ônibus Saladão, que foi adaptado para ser um mercado itinerante. Dentro do ônibus os produtos serão expostos em caixas colocadas nas gôndolas adaptadas para tal fim, permitindo fácil acesso do consumidor aos hortifruti oferecidos. Inicialmente as ações irão beneficiar três comunidades da agricultura familiar, mas a expectativa é que outras comunidades façam parte do projeto.

“Esse é um grande e moderno projeto que se inicia. Retardamos um pouco o início da comercialização em razão de chuvas intensas que caíram na cidade. Conversamos com os produtores e demais parceiros nessa realização e temos certeza que o projeto vai favorecer os consumidores e os produtores da agricultura familiar que são o esteio da alimentação saudável que chega a nossa mesa todo dia”, disse o secretário da Sedesc, Abrahão Malulei Neto.

Calendário

Três comunidades rurais se cadastraram para fornecer produtos para o Projeto: Associação da Comunidade Sucuri, Associação dos Produtores do Núcleo Agroecológico Oeste e Comunidade de Produtores Rurais de Rochedinho/Escola “Barão do Rio Branco”.

O calendário de comercialização preparado pela Sedesc em colaboração com os representantes das comunidades rurais ficou para quarta-feira (17/10) o ônibus Saladão permanecerá estacionado das 6h00 às 18h00 ao lado da Igreja Perpétuo Socorro, altos da Afonso Pena. Quinta-feira (18/10) a comercialização será na Praça do Peixe – Avenida Bom Pastor, Bairro Villas Boas, das 06h00 às 18h00. Sexta-feira (19/10) o ônibus estará na frente da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Rua Onicieto Severo Monteiro 460, Vila Margarida, Das 06h00 às 18h00.

“Fizemos contato com todas as comunidades rurais para que o Projeto Saladão tenha sempre os melhores produtos para oferecer à população de Campo Grande. Na medida em que o projeto for avançando, outras comunidades deverão se credenciar para oferecer hortifruti de qualidade, compatíveis com a expectativa dos consumidores”, afirmou João Krabbe, superintendente do Agronegócio da Sedesc.

Comentários