Odilon defende a industrialização e o fomento do turismo para fortalecer a economia

O candidato ao governo do Estado pelo PDT, juiz Odilon de Oliveira, incluiu em seu programa de governo uma série de ações para garantir o desenvolvimento econômico. Durante entrevista concedida à rádio CBN, na manhã desta quinta-feira, 25, em Campo Grande, o pedetista falou da necessidade de se aumentar a industrialização, promover melhorias na malha viária, a redução de custos por meio da desburocratização do Estado, além do fomento ao setor de turismo do Estado. Para Odilon, o fortalecimento da economia é o caminho para desenvolvimento social em todas as regiões de Mato Grosso do Sul.

“O Estado tem de incrementar a industrialização. É até uma vergonha para o Brasil e, principalmente, para o Mato Grosso do Sul, o fato de brasileiros estarem abrindo empresas, se estabelecendo com indústrias no Paraguai. Há registros de que, nos últimos seis anos, pelo menos 90 empresas foram abertas por brasileiros, no Paraguai, na área industrial”, lamentou o pedetista, ressaltando a importância de se atrair novos empreendimentos e de se fazer com que eles se mantenham no Estado. O candidato do PDT voltou a mencionar sua intenção de fazer uma auditoria nos valores pagos por produtores rurais ao Fundersul.

Odilon ressaltou ainda que o recurso do Fundo deve ser aplicado na fonte, na área rural, para promover melhorias na malha viária e permitir a redução dos custos e o encurtamento da distância entre a produção e o consumidor final. “São cerca de R$ 600 milhões por ano arrecadados pelo Fundersul”, lembrou. Outro efeito importante trazido por melhorias na infraestrutura e logística é para o turismo. Odilon citou a região do Pantanal, que pode e deve ser explorado pelo setor de turismo, avalia o pedetista. “A gente precisa colocar o Conselho Estadual de Turismo para funcionar de fato”, citou.

O pedetista elencou ainda a necessidade de se criar e manter opções de voos para destinos como Corumbá e Bonito. Ele explicou ainda aos ouvintes da CBN que o governo do Estado deve ser o responsável pela divulgação do potencial turístico de Mato Grosso do Sul para garantir a atração de turistas de outros Estado e de outros países.

Comentários