“O aluno que faz estágio sai na frente”, diz professor durante blitz do IEL na FCG/Facsul

Da Redação/P.F

Foto Divulgação

Como parte das ações de divulgação de estágios nas instituições de ensino superior de Campo Grande (MS), o IEL levou, manhã desta terça-feira (11), aos acadêmicos dos cursos de Fisioterapia e Enfermagem da FCG (Faculdade de Campo Grande) e Facsul (Faculdade de Mato Grosso do Sul) orientações sobre a carreira profissional e estágios. “O aluno que faz estágio sai na frente no mercado de trabalho em relação àqueles que não têm experiência alguma na área”, destacou aos universitários o responsável pelo setor de estágios da FCG, José Celso Martins Junior, que também é coordenador do curso de Fisioterapia.

“Tenho casos de alunos que se destacam bastante durante as aulas porque passaram por essa experiência do estágio não obrigatório. Ainda que o curso ofereça aulas práticas, o estágio proporciona uma noção muito maior do que é a profissão. Na área da saúde por exemplo, o estagiário sempre terá supervisão, claro, mas acompanhará de perto a rotina dos profissionais, os cuidados com o paciente”, afirmou o coordenador. “O estágio proporciona ao aluno se integrar ao mercado de trabalho, vai torna-lo mais qualificado para exercer a sua profissão e, para muitos, representa também uma renda extra, porque a bolsa muitas vezes vai ajudá-lo a custear os estudos, adquirir o material necessário”, acrescentou.

Técnica do IEL responsável pela blitz, Jackeline Magalhães referenda o que foi dito por José Celso Martins Junior sobre a importância do estágio e ressalta, ainda, que é crescente o interesse das instituições de ensino pelas ações do IEL voltada para os acadêmicos. “As faculdades e universidades têm nos procurado para promover ações de orientação e divulgação das vagas de estágios diretamente para os alunos porque existe a consciência de que o papel delas não é o de apenas formar, mas proporcionar que o aluno saia do curso superior realmente preparado para atuar no mercado de trabalho, e enxergam no estágio a porta de entrada”, emendou.

Ao realizar uma blitz, o IEL monta um stand dentro da instituição, e, além de divulgar as vagas de estágio que são disponíveis naquele dia, explica aos estudantes como se

cadastrarem no banco de dados através do site (clique aqui para se cadastrar) e, desta forma, serem alertados sobre as oportunidades disponíveis. Nesta manhã, por exemplo, havia 13 vagas para acadêmicos do curso de Administração, duas de Ciências Contábeis, cinco para o curso de Direito, uma de Pedagogia, uma para Jornalismo/Letras e duas para estudantes do Ensino Médio. “Lembrando que as vagas estão abertas para todos os universitários que se encaixem no perfil buscado pela empresa e não somente para os da instituição visitada”, acrescentou a técnica do IEL.

Acadêmica do 1º semestre de Fisioterapia, Janaína Fagundes, 44 anos, vê no estágio uma forma de voltar para o mercado de trabalho. “Fiquei muitos anos parada, atuava na área de hotelaria mas parei de trabalhar para cuidar da família, dos filhos. Agora que voltei a estudar, preciso me atualizar. A questão da remuneração para mim é secundária, estou em busca de experiência”, afirma a acadêmica, que, com a blitz, realizou o cadastro no site do IEL. Do 1º semestre de Enfermagem, Evelen Coimbra,17 anos, está à procura de um emprego e acredita que o estágio poderá ajudá-la nos primeiros passos da carreira. “Preciso do dinheiro e de algo para, no período da tarde, complementar os estudos em sala de aula”, comentou a estudante.

Serviço – Para se cadastrar no site do IEL, acesse o link http://sne.iel.org.br/sne/portal.xhtml e selecione Mato Grosso do Sul

Comentários

comentários